NOTÍCIA ANTERIOR
Correios projetam rombo de R$ 1,3 bi para 2017
PRÓXIMA NOTÍCIA
Mercado de franquia ganha 76 marcas em 1 ano e meio; veja as novidades
DATA DA PUBLICAÇÃO 19/6/2017 | Economia
Empresas dispõem de 782 postos de trabalho na região
Empresas dispõem de 782 postos de trabalho na região Foto: Orlando Filho/DGABC
Foto: Orlando Filho/DGABC
Vagas em aberto e bons salários. Nesta semana, empresas no Grande ABC somam 782 oportunidades. Desse total, a agência de empregos Luandre, de Santo André (Rua Bernardino de Campos, 355. Tel.: 4433-3850) detêm 526 vagas cadastradas, com remunerações entre R$ 1.100 e R$ 9.000. As principais funções são para supervisor de operações, especialista em contabilidade, programador de produção 3, analista de RH sênior (treinamento), entre outros. O Diário divulga os postos disponíveis todas as segundas-feiras.

Já o CPTR (Centro Público de Trabalho e Renda) de Mauá dispõe de 154 vagas nesta semana. A maioria delas (140) exige Ensino Médio e é para o setor de serviços, como operador de caixa, conferente e líder de equipe. Também há vagas para trabalhar como auxiliar em diferentes funções, como administrativo, custos, manutenção predial e prevenção de perdas.

Tanto o PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) de Ribeirão Pires quanto o CTR (Centro de Trabalho e Renda) de São Bernardo reúnem em seus bancos de dados 51 chances, somando 102 oportunidades. Algumas para serem preenchidas exigem do candidato seis meses de experiência no cargo, caso de ajudante de carga e descarga, auxiliar de cozinha, cozinheiro geral, operador de empilhadeira e serralheiro.

Interessados devem comparecer às unidades municipais com carteira de trabalho, RG e CPF. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Na maioria das vezes, as empresas exigem que as pessoas tenham o 2º grau completo e alguma qualificação específica, como, por exemplo, curso para técnico e auxiliar de enfermagem ou eletricista.

É importante lembrar que o CPETR (Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda) de Santo André está temporariamente suspenso. O prefeito Paulo Serra (PSDB) havia dito que o serviço voltaria a funcionar em abril, o que não aconteceu. De acordo com o MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), a antiga gestão não prestava contas ao órgão, o que, consequentemente, culminou com a suspensão do repasse.

Diadema também não funciona desde abril de 2016 por problemas de repasse de verba. Rio Grande da Serra não informou se há vagas.

Por Tauana Marin - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Economia
19/4/2018 | Indústria abre 500 vagas em São Bernardo
18/4/2018 | Etanol cai 21% nas usinas de SP em três semanas, mas bombas não acompanham
17/4/2018 | Caixa reduz juros do crédito imobiliário em até 1,25 ponto porcentual
As mais lidas de Economia
19/4/2018 | Indústria abre 500 vagas em São Bernardo
18/4/2018 | Etanol cai 21% nas usinas de SP em três semanas, mas bombas não acompanham
17/4/2018 | Caixa reduz juros do crédito imobiliário em até 1,25 ponto porcentual
As mais lidas no Geral
18/4/2018 | Vanessa Damo diz que estará no palanque de Atila no pleito de 2020
17/4/2018 | Ocupação em Mauá aguarda solução na Justiça desde 2015
19/4/2018 | Indústria abre 500 vagas em São Bernardo
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2018 - Desde 2003 à 5522 dias no ar.