NOTÍCIA ANTERIOR
Placas do Mercosul serão exigidas em veículos até o final de 2020
PRÓXIMA NOTÍCIA
Novo Chevrolet Cruze parte de R$ 89.990 e quer ''peitar'' carros de luxo
DATA DA PUBLICAÇÃO 30/05/2016 | Veículos
Em oito meses, Detran-PE não teve pedido de carteira para cinquentinhas
Embora seja mais barata, nenhum condutor fez a solicitação de ACC.

A partir de 1º de junho, só pilotos habilitados poderão usar essas motos.


A partir da próxima quarta-feira (1º de junho), só poderão circular pelas ruas e estradas de Pernambuco com motos do tipo cinquentinha os condutores devidamente habilitados. Às vésperas de entrada em vigor da norma, o Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) revela um fato inusitado.

Há oito meses, o órgão dá aos pilotos a possibilidade de solicitar a Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC). E, embora seja bem mais barata e mais fácil de tirar, essa espécie de carteira de motorista especial está encalhada. Nesse período, ninguém pediu o documento ao órgão de trânsito estadual. E a única pessoa que tentou obter a licença acabou reprovada.

Até 31 de março deste ano, o Detran-PE emplacou 27.946 cinquentinhas, medida que se tornou obrigatória em 2015. Esse número equivale, no entanto, a apenas 30% da frota estimada no estado pela Associação Nacional dos Usuários de Ciclomotores (Anuc).

Para o presidente do Detran-PE, Charles Ribeiro, a falta de informação sobre as vantagens da ACC é um dos principais obstáculos para a popularização do documento. Ele ressalta que os condutores que só usam cinquentinha, por desconhecimento, estão pagando mais caro e passando mais tempo nas autoescolas para tirar a habilitação.

Ribeiro faz a comparação. Para tirar uma ACC, o piloto paga taxa de R$ 25, mais R$ 155 pelos exames físico e psicológico. Ao todo, o curso da habilitação especial para cinquentinha sai por R$ 198,18. Enquanto isso, para tirar a habilitação ‘A”, é preciso desembolsar R$ 299. Ou seja, R$ 100 a mais só para o Detran.

Outra vantagem da ACC é o menor tempo de permanência nas salas de aula. E, consequentemente, os gastos mais amenos com as autoescolas. “A autorização de ciclomotores exige 20 horas de aula teóricas e 10 horas de aulas práticas. Isso custa R$ 300. Para a carteira ‘A’, o piloto tem que se submeter a 45 horas de aulas teóricas e 25 horas de aulas práticas. E acaba desembolsando o dobro disso, pelo menos”, afirma o presidente do Detran-PE, Charles Ribeiro.

“Eles tiram carteira do Tipo A, asseguram o direito de pilotar outras motos. O Detran de Pernambuco oferece várias muitas vantagens e está divulgando isso para facilitar a vida das pessoas. Lembramos que quem for pego sem habilitação seja CNH ou ACC, terá a moto apreendida, levará sete pontos e sofrerá uma multa gravíssima”, afirmou Ribeiro.

O dirigente do órgão de trânsito informa que, como não bastassem as vantagens financeiras, o condutor de cinquentinha conta com outros atrativos para investir na autorização especial. Quem não quiser fazer os testes do Detran como a moto da autoescola, pode usar os ciclomotores fornecidos pelo Detran e até mesmo o próprio veículo.

Ribeiro acredita que, aos poucos, será possível mudar a cultura dos pilotos de cinquentinha e até mesmo dos professores de autoescola, que poucas vezes, informam aos alunos sobre a possibilidade de solicitar o documento mais barato.

“Aproveitamos as ações do Maio Amarelo, mês de conscientização de segurança viária, para incentivar a solicitação da ACC. Estamos empenhados em induzir a adoção desse documento”, disse Ribeiro.

Exigências
Para tirar a ACC existem alguns requisitos básicos. O candidato deve ser maior de 18 anos, ter identidade e também de CPF no seu próprio nome. É preciso comprovar a residência.

O interessado será obrigado a pagartaxas, assim como os candidatos a outros tipos de habilitação. O Detran exige exames teórico, psicotécnico e prático.

Por Ricardo Novelino - G1 PE
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Veículos
19/09/2018 | Volkswagen faz recall de uma unidade do Tiguan Allspace
19/09/2018 | Detran.SP leiloa 287 veículos na Grande São Paulo
18/09/2018 | Prefeitura de SP lança site para divulgar dados sobre acidentes de trânsito
As mais lidas de Veículos
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6235 dias no ar.