NOTÍCIA ANTERIOR
Câmara aprova Conselho da Defesa Civil
PRÓXIMA NOTÍCIA
Donisete fechará projeto da MauáTrans após integração
DATA DA PUBLICAÇÃO 09/10/2013 | Cidade
Em Mauá trabalhadores retornam ao mercado de trabalho com a EJA
Em Mauá trabalhadores retornam ao mercado de trabalho com a EJA Massagem rápida feita com manobras adaptadas das técnicas orientais Anmá e Shiatsu. Crédito: Roberto Mourão/PMM
Massagem rápida feita com manobras adaptadas das técnicas orientais Anmá e Shiatsu. Crédito: Roberto Mourão/PMM
A iniciativa se destina a quem ainda não cursou ou não chegou a concluir o ensino fundamental e médio.

O sonho de se formar em gastronomia levou a maranhense Maria de Fátima Rodrigues Alves, 36 anos a retomar os estudos após parar na 4ª série. A ajudante de cozinha teve de abandonar a sala de aula no Maranhão devido às dificuldades da árdua rotina de trabalho. A oportunidade de voltar à escola surgiu quando ela se casou com um rapaz de São Paulo e veio morar em Mauá.

“Fiquei sabendo da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e me matriculei na escola municipal Maria Wanny Soares Cruz, na Vila Assis Brasil, perto de casa. Como gosto muito de cozinhar, depois de me formar aqui, vou continuar a estudar e pretendo fazer gastronomia. Esse é o meu maior sonho e vou chegar lá”, planeja Fátima.

Já para Josenildo de Jesus Nascimento, 27 anos que veio da Bahia em busca de emprego, mais do que melhorar o conhecimento da língua portuguesa e da matemática, a EJA representa a possibilidade de ascensão profissional. O pedreiro, que também interrompeu os estudos na 4ª série, sentiu na pele os obstáculos de um mercado de trabalho cada vez mais exigente.

“Era muito difícil na hora de passar por uma entrevista ou preencher uma ficha. Amigos me falaram desse curso e fiz a inscrição no início do ano. Identifico-me bastante com as aulas de português e matemática e quero continuar a aprender e me formar em Direito”, afirma Josenildo.

Histórias como essas se repetem com frequência na sala de aula da EJA de Mauá, que desde 2011 também passou a integrar a orientação profissional (EJAOP). Ciente da importância da ação a administração municipal tem investido cada vez mais nesse programa. Quando foi implantado no 1º semestre de 2012 apenas 10 escolas contavam com o serviço, saltando para 17 unidades no segundo semestre do mesmo ano e atualmente presente em 49 salas de aula de 22 equipamentos.

A iniciativa se destina a quem ainda não cursou ou não chegou a concluir o ensino fundamental e médio. A formação se dá por intermédio de convênio de cooperação técnica entre o Centro Educacional de Estudos e Pesquisas (CEEP), em parceria entre Secretaria de Educação e Secretaria de Trabalho e Renda e visa a elevação da escolaridade com curso integrado de orientação profissional.

A CEEP, implantada em 1998, é fruto da antiga Escola Piratininga, criada em 1980 por trabalhadores da indústria metalúrgica, movimentos populares e sindicais a fim de oferecer orientação profissional e cultural à categoria.

As aulas são formuladas em conjunto com os professores da rede municipal que atuam na EJA de maneira a integrar os conteúdos pedagógico e técnico. Atualmente, perto de dois mil alunos participam das aulas ministradas por 125 professores. Um dado curioso é que 32% dos estudantes têm acima de 40 anos. Alguns já passaram inclusive da casa dos 70 e até dos 80 anos.

Critérios - Os alunos devem ter acima de 15 anos e residir em Mauá. Os cursos são semestrais. Para se inscrever basta se dirigir a uma das 22 escolas municipais da cidade que oferecem esse tipo de capacitação. Além da grade curricular convencional, os alunos frequentam cursos de orientação profissional nas áreas de construção civil, imagem pessoal e alimentação saudável.

Para se inscrever na Educação de Jovens e Adultos do primeiro segmento (da 1ª a 4ª série do Fundamental I), as matrículas podem ser efetuadas durante todo o ano. Já para o segundo segmento ou Fundamental II (5ª a 8ª série) as matrículas ocorrem no final de cada semestre letivo e ficam abertas até o preenchimento das vagas ou até o inicio do período letivo.

“A Educação de Jovens e Adultos atende pessoas que, de alguma forma, tiveram seus direitos negados, ficando impossibilitadas de frequentarem a escola em idade apropriada. Portanto, não se trata apenas de uma modalidade de ensino, e sim do pagamento de uma dívida histórica à sociedade”, enfatiza a secretária de Educação Lairce Rodrigues de Aguiar.

Novas oportunidades - Na área da construção civil prepara o trabalhador para novas oportunidades de profissionalização, oferece orientação técnica e introduz o debate sobre a área da construção civil em Mauá e região, em áreas como pintura, gesso e alvenaria, sua importância e o perfil do mercado de trabalho.

Já na área de alimentação e saúde, os alunos recebem orientação técnica na preparação e manipulação de alimentos e sobre o segmento em várias áreas de trabalho, como o catering (promover serviços alimentares em lugares remotos) e restaurantes populares.

Na área de imagem pessoal traz noções de estética facial, cabeleireiro e massagem, com técnicas como do-in (automassagem aplicada nos pontos energéticos do corpo) e quick massage (massagem rápida feita com manobras adaptadas das técnicas orientais Anmá e Shiatsu), com a pessoa sentada em uma cadeira ergonomicamente projetada para esta finalidade.

As formações objetivam promover a educação dos trabalhadores na perspectiva dos próprios trabalhadores, valorizando os saberes que os educandos trazem para a sala de aula, o reconhecimento da sabedoria proveniente de sua experiência de vida e de suas habilidades profissionais.

Mais informações sobre a iniciativa podem ser obtidas pelos telefones 4518-4535, 4518-4433 e 4512-3216.

Por PMM - Redação
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6325 dias no ar.