NOTÍCIA ANTERIOR
Forma de andar mostra os vícios de postura
PRÓXIMA NOTÍCIA
Campanha contra sarampo e poliomielite segue na região
DATA DA PUBLICAÇÃO 19/09/2018 | Saúde e Ciência
É melhor dormir com ou sem meias?
É melhor dormir com ou sem meias? Homem dorme de meias — Foto: Pixabay/Menenio
Homem dorme de meias — Foto: Pixabay/Menenio
A resposta está relacionada à vasodilatação, processo fundamental para sinalizar ao corpo que é hora de se recolher.

Pode parecer surpreendente, mas essa pergunta aparentemente trivial também já foi feita entre cientistas, no esforço para mapear os fatores que melhoram ou diminuem a qualidade do sono.

Vasos dilatados 'enviam mensagem' ao corpo
O neurofisiologista Francisco Puertas explica à BBC que, para dormir, a temperatura central do nosso corpo deve diminuir entre 0,5ºC e 0,8ºC, para sinalizar que é hora de se recolher.

"Para isso, precisamos dilatar os vasos sanguíneos das mãos e pés, para aumentar a circulação nessas regiões e nos permitir perder um pouco de calor", diz Puertas, também membro da Sociedade Espanhola do Sono e especialista na Unidade de Sono do Hospital Universitário de Liège, na Bélgica.

A Fundação Nacional do Sono dos Estados Unidos (NSF, na sigla em inglês) diz em seu site que o processo de vasodilatação nas mãos e nos pés faz o calor se redistribuir por todo o corpo, preparando-o para o sono.

"Algumas pesquisas têm mostrado que, quanto mais há vasodilatação nas mãos e nos pés, menos tempo se leva para adormecer", diz o texto da fundação.

Vai uma meia aí?
A NSF diz que "aquecer os pés dilata os vasos sanguíneos dos membros, o que pode indicar ao cérebro que está na hora de dormir".

Então, "colocar meias pode ser uma boa ideia se você tiver problemas para dormir", acrescenta.

De fato, de acordo com um artigo publicado em abril no Journal of Physiological Anthropology, o uso de meias teve "efeitos positivos na qualidade do sono" em seis jovens que participaram de um estudo sobre o assunto.

"Diminuiu o tempo que os participantes demoraram para adormecer, alargou-se o tempo de sono e diminuíram as vezes em que eles despertavam durante a noite", dizem os pesquisadores, da Universidade Nacional de Seul, na Coreia do Sul.

Outra análise, em que participaram oito jovens, oito idosas e outros oito pessoas com problemas no sono, obteve resultados semelhantes em 2006.

"Em adultos, o início do sono foi acelerado com (o uso de) meias quentes ou neutras", concluiu a pesquisa do Instituto de Neurociência da Holanda e da Universidade Vrije de Amesterdã, apontando que o método funcionou com pacientes que apresentavam insônia.

Mas as meias não necessariamente ajudam todos a dormir.

Conforto térmico
Dormir com meias ou sem elas depende, na verdade, da "capacidade de cada pessoa de regular sua temperatura (do corpo) e de sua sensibilidade ao frio", explica Puertas.

"Não há estudos publicados (sobre isso), mas a sensibilidade ao frio é geralmente maior em mulheres", diz ela.

"Se estamos com frio, ocorre uma vasoconstrição (o processo oposto ao necessário para dormir)", diz Puertas. "Então, em geral, as mulheres usam mais meias para dormir do que os homens", diz Puertas.

No entanto, algumas pessoas acreditam que usar meias não é natural - dando a sensação que os pés não "respiram", com aponta o site do The Sleep Advisor, que oferece conselhos de especialistas sobre o sono.

"Essas pessoas são geralmente as mais calorentas, não precisando (das meias)", diz Puertas.

A conclusão do neurofisiologista é que, assim como não há uma temperatura que contemple a todos no escritório, a temperatura ideal para dormir também varia de pessoa para pessoa.

Por G1 - BBC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Saúde e Ciência
20/09/2018 | Campanha contra sarampo e poliomielite segue na região
19/09/2018 | É melhor dormir com ou sem meias?
19/09/2018 | Forma de andar mostra os vícios de postura
As mais lidas de Saúde e Ciência
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6193 dias no ar.