NOTÍCIA ANTERIOR
''Tinder dos restaurantes'' promove união de brasileiros e lugares para comer
PRÓXIMA NOTÍCIA
Metade dos usuários do Facebook no Brasil vê ao menos um vídeo ao dia
DATA DA PUBLICAÇÃO 03/12/2014 | Tecnologia
E-mails de Steve Jobs serão usados contra Apple em processo antitruste
Consumidores moveram processos contra exclusividade dos iPods.

Mensagens serão usadas para mostrar conduta anticompetitiva.


Os e-mails de Steve Jobs, ex-presidente-executivo da Apple, serão usados contra a companhia em um processo judicial que investiga uma conduta de antitruste em relação aos iPods, alegada por consumidores, e que pode resultar em perdas de cerca de US$ 350 milhões à dona dos iPhones e iPads.

A ação vai a julgamento nesta terça-feira (2) em uma corte federal de Oakland, na Califórnia. Em 21 de novembro, uma corte federal aprovou o processo em que a Apple pode ter de pagar a quantia milionária a quase 23 milhões de consumidores, de acordo com reportagem do jornal “New York Times”.

iPods
Os reclamantes são consumidores que afirmam que a Apple violou leis antitruste. Eles argumentam que a companhia adotou uma tática de negócio para os forçava a manter o iPod, ou a comprar novas versões mais caras do aparelho sem considerar modelos mais baratos de concorrentes. Tinham que fazer isso caso quisessem manter as músicas que haviam adquirido. Desde então, a Apple descontinuou esse sistema.

O caso sobre o iPod que agora é apreciado pela Justiça é uma reunião de vários processos abertos na Califórnia durante quase uma década. Conta com cerca de 900 pedidos judiciais de ambos os lados.

Para provar a conduta anticompetitiva da Apple, os advogados de acusação lançarão mão de e-mails de Steve Jobs a outros executivos. Neles, o executivo morto em 2011 tenta dissuadir concorrentes de explorar serviços voltados a aparelhos da Apple ou convencê-los a parar de recrutar funcionários envolvidos com o iPod.

E-mails
Há ainda mensagens em que Jobs questiona seus próprios funcionários se há estratégias para minar produtos rivais. Um exemplo disso é o e-mail enviado a um subordinado. “Nós precisamos ter certeza que quando a Music Match lançar sua loja de download de música não usem o iPod”, escreveu. “Isso será uma questão?”

Outros e-mails de Jobs devem surgir ao longo do processo. A relação da Apple com concorrentes devem também ser citadas, segundo o “NYT”.

Apesar de não figurar como parte do processo, a RealNetworks, um serviço de tocadores de mídia, será citado no processo. A companhia permitia que músicas vendidas em sua loja fossem escutadas no iPod. Em 2004, porém, a Apple acusou a RealNetworks de ter “hackeado” o iPod e avisou que as atualizações do sistema operacional do aparelho evitariam que músicas vendidas pela companhia fossem executadas pelo iPod.

Por G1, em São Paulo
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Tecnologia
21/09/2018 | Brasileiro fica quase 3 horas por dia assistindo a vídeos online; aumento foi de 135% em 4 anos
19/09/2018 | Sony anuncia PlayStation Classic, versão mini do PS1 com 20 jogos na memória
18/09/2018 | A curiosa razão por que o relógio sempre marca 9:41 nos anúncios da Apple
As mais lidas de Tecnologia
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6193 dias no ar.