NOTÍCIA ANTERIOR
Clarion apresenta subwoofer de 500 watts
PRÓXIMA NOTÍCIA
Confira sugestões de presentes para agradar aos pais
DATA DA PUBLICAÇÃO 06/08/2008 | Veículos
Duelo de Astras: idênticos sim, mas só no nome
Quais as semelhanças entre um Chevrolet Astra, desses que encontramos todos os dias nas ruas, e o seu xará que disputa o Campeonato Brasileiro de Stock Car? Se dissermos que são apenas a grade frontal, as lanternas traseiras e os espelhos retrovisores externos, você acredita?

Pois é! Esses dois homônimos são, na realidade, completamente diferentes - motor, freio, carenagem, suspensão, dimensões, pneus, espaço interno, posição ao dirigir, entre muitas outras coisas.

Vamos começar pela principal discrepância: o ‘coração'. O Astra de rua utiliza um ‘silencioso' propulsor bicombustível 2.0 com injeção eletrônica que desenvolve até 127,6 cv de potência a 5.200 rpm.

O de competição, por sua vez, tem um ‘barulhento' V8 5.7 carburado que é movido apenas a gasolina e que chega a robustos 470 cv a 6.000 rpm. "Ele ainda dispõe de óxido nitroso, que aumenta o limite de rotação do ‘bólido' e gera mais potência", explica o engenheiro mecânico da equipe Red Bull Racing, Gustavo Lírio.

A transmissão de cada um também é diferente. No produzido pela Chevrolet existem duas opções: manual de cinco marchas (em ‘H') ou automático de quatro velocidades. Nos da Stock, o câmbio é seqüencial - mudanças com toques para frente e para trás na alavanca - também de cinco velocidades.

As suspensões dianteiras do veículo encontrado nas concessionárias são independentes do tipo McPherson e as traseiras são do tipo eixo de torção tubular. Já nos que correm em Interlagos, a suspensão é independente nas quatro rodas, com triângulos duplos.

Em relação aos freios, a principal discrepância está nos materiais utilizados, já que ambos adotam o disco ventilado nas quatro rodas - sem ABS. O Astra de competição usa pinças e pastilhas especiais para competição. Maiores, elas oferecem melhor rendimento e resistência a altas temperaturas.

As rodas de um Astra, digamos, comum, podem ser de ferro ou de alumínio (15'' ou 16''). Já os pneus são radiais 195/60 R15 ou 205/55 R16. No Astra de competição, as rodas são de liga leve 18'' e os pneus s285/645 VR 18 - importados e próprios para competição (sem ranhuras).

O chassi do carro de corridas é tubular (aço) e a ‘bolha' (carenagem que imita o Astra de rua) é de fibra de vidro reforçada. "As dimensões são: 4,80 metros de comprimento; 1,40 metro de altura e 1,90 metro de largura", revela Lírio. O de rua, por sua vez, tem 4,34 metros de comprimento; 1,43 metro de altura e 1,70 metro de largura.

Por dentro, o conforto do Astra de rua dá lugar a um habitáculo simples, onde "ficam apenas o banco do piloto, o painel de controle e uma pequena geladeira que ajuda a refrigerar o piloto, já que não existe ar-condicionado", explica o especialista.

História - A Chevrolet acompanha a Stock Car desde seu início, em 1979. No começo, os carros eram os Opalas, depois foram os Omegas e Vectras. Hoje, a categoria tornou-se multimarcas e conta com a participação do Peugeot 307 Sedan, do Mitsubishi Lancer e, é claro, do Chevrolet Astra Sedan.

Por Marcelo Monegato - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Veículos
19/09/2018 | Volkswagen faz recall de uma unidade do Tiguan Allspace
19/09/2018 | Detran.SP leiloa 287 veículos na Grande São Paulo
18/09/2018 | Prefeitura de SP lança site para divulgar dados sobre acidentes de trânsito
As mais lidas de Veículos
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6797 dias no ar.