NOTÍCIA ANTERIOR
Pancadão expõe falta de fiscalização
PRÓXIMA NOTÍCIA
Atila mantém liderança, com 70,5%, contra 29,5% de Donisete
DATA DA PUBLICAÇÃO 28/10/2016 | Cidade
Donisete cita Leonel e Atila fala em escândalo da merenda
Donisete cita Leonel e Atila fala em escândalo da merenda Foto: Reprodução Diário do Grande ABC
Foto: Reprodução Diário do Grande ABC
Em último confronto entre os candidatos à Prefeitura de Mauá antes da eleição de domingo, o atual chefe do Executivo e postulante à reeleição, Donisete Braga (PT), e o deputado estadual Atila Jacomussi (PSB) trocaram várias acusações durante debate transmitido ao vivo ontem pelo portal de notícias G1.

A três dias do segundo turno, a dupla esquentou o diálogo. Donisete preferiu focar o debate na aliança de Atila com a família do ex-prefeito Leonel Damo (PMDB) – a vice do socialista é mulher do peemedebista, Alaíde Damo (PMDB) –, enquanto que o deputado enfatizou as denúncias de superfaturamento de merenda escolar na gestão do petista. O Diário revelou em julho que o governo Donisete aceitou pagar preço quase 100% maior do que o praticado no mercado pela almôndega destinada à alimentação dos alunos.

O primeiro bloco começou ameno, com perguntas e respostas referentes a temas previamente definidos e que dizem respeito ao dia a dia do município. A primeira farpa foi trocada logo de cara. Ao se defender das críticas de Atila de que o aterro sanitário da cidade recebe resíduos de outros municípios da região, Donisete respondeu que o local existe desde a gestão de Leonel, o “marido da vice de Atila”.

Na réplica, o socialista sugeriu que Donisete lucra com o aterro porque “é sócio” do empresário Beto Peralta, dono de companhia responsável pela coleta de lixo na cidade.

O escândalo da merenda em Mauá entrou em discussão no segundo bloco, quando Atila pediu explicações a Donisete pelo fato de o município pagar, pelo mesmo produto, valor maior do que o desembolsado por outras cidades. O atual prefeito se esquivou, alegando que o tema é “pegadinha de Atila com o jornal da região (Diário)”. “Quem tiver acesso à internet, procure no Google quanto custa o quilo da almôndega”, desconversou Donisete, que completou citando a passagem de Atila por seu governo – foi superintendente da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) em 2013.

“Peço desculpas à população por ter indicado o Atila como superintendente da Sama e ele ter tido suas contas rejeitadas por conta das ligações irregulares”, atacou, em referência à análise desfavorável do TCE (Tribunal de Contas do Estado) ao balanço financeiro da autarquia sob a gestão do socialista. Na verdade, a Corte não levou em consideração o processo movido pelo Ministério Público contra Atila por improbidade administrativa, responsabilizando o socialista por autorizar ligações clandestinas de água.

Ambos nervosos, Atila e Donisete seguiram com provocações durante todo o confronto (de uma hora), acusando um ao outro de mentir ao eleitor. O chefe do Executivo insistiu na união entre o socialista e o clã Damo. “Por que você esconde a sua vice (Alaíde)?”, questionou o petista. “Eu valorizo a mulher e dona de casa, enquanto você faz comentários machistas contra ela”, retrucou Atila.

Por Junior Carvalho - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6840 dias no ar.