NOTÍCIA ANTERIOR
Mauá prevê arrecadação de R$ 702 milhões em 2013
PRÓXIMA NOTÍCIA
Conselho Tutelar de Mauá cobra Rogério sobre vacilo
DATA DA PUBLICAÇÃO 03/05/2012 | Cidade
Denise Fraga apresenta o espetáculo ''Sem Pensar'' no Teatro Municipal de Mauá
RELEASE

"...Fiquei pasmo! A melhor estreia já realizada de um novo autor que eu tive o prazer de assistir. Anya Reiss tinha apenas 17 anos quando escreveu esse texto afiado sobre uma filha única de 12 anos que se encanta pelo inquilino de 21 anos num ambiente familiar conturbado...” Dominic Cavendish, Telegraph, Londres

“…interessante painel de relacionamento entre pais e filhos capaz de agradar a diferentes públicos..” Veja SP | Maio 2011

“ … o que parece, a princípio, uma despretensiosa comedia de costumes, impõe-se gradativamente como o ácido retrato de uma sociedade que perdeu a capacidade de ver e ouvir o outro..” Estado de SP | Maio 2011

Espetáculo Vencedor do Prêmio Contigo! De Teatro – Melhor Espetáculo de Comédia pelo Voto Popular, além das indicações nas categorias: Melhor Atriz (Denise Fraga), Melhor Cenografia (Valdy Lopes Jn) e Melhor Direção (Luiz Villaça).

O texto, inédito no Brasil, encantou o cineasta Luiz Villaça, que assistiu à montagem pela primeira vez em Londres em agosto de 2.010. “Sem Pensar tem uma carpintaria moderna, enxuta e com tema atual. Apresenta um frescor tal qual sua autora, que hoje tem apenas 18 anos. O ritmo da dramaturgia é um grande diferencial na peça. Tudo é cinematográfico e teatral ao mesmo tempo. Todos esses ingredientes me fascinaram”, relata Villaça que faz sua primeira incursão como diretor teatral.

Sem Pensar transita pelas relações familiares. Põe um olhar irônico nos conflitos, nas ausências e na falta de percepção de si e do outro no cotidiano de uma família.

Delilah é uma menina que, às vésperas de completar 13 anos, está prestes a ter seu primeiro caso de amor com Daniel, um rapaz muito mais velho que aluga um quarto em sua casa. Às voltas com um casamento em crise, seus pais, Vicky e Nick vivem dando um show de cegueira em hilárias discussões e não percebem nem o que acontece com a filha adolescente, descobrindo sua sexualidade, muito menos o drama, quase tragédia, que toma conta do rapaz em conflito entre o desejo e a moral. A situação piora com a chegada de Carol, namorada de Daniel, criando um impressionante vaudeville dramático e cômico ao mesmo tempo. Uma carpintaria teatral perfeita e concisa, de extrema compreensão humana, realmente inacreditável para uma jovem autora de apenas 17 anos (idade que tinha quando escreveu a peça).

A peça de Anya Reiss, entre outras coisas, abre ainda uma grande discussão sobre a maturidade. A adolescente imatura em sua atitude romântica dá aula de maturidade a seus pais num desfecho surpreendente.

Denise Fraga vive Vicky e Kiko Marques é Nick, pais de Delilah, interpretada pela jovem e talentosa atriz Julia Novaes. Daniel é vivido por Kauê Telloli e a personagem Carol pela atriz Virgínia Buckowski.

O elenco se completa com mais três jovens atrizes que participaram de workshops e intensa preparação. Elas interpretam as amigas de Delilah e apimentam ainda mais os tumultos que rondam sua mente. Ana G é interpretada por Isabel Wolfenson, Natalia por Verônica Sarno e Ana M por Paula Ravache.

“Quando vimos Sem Pensar em Londres saímos do teatro em alvoroço. Entre risos, silêncios e reações verbais da plateia, o texto da jovem inglesa Anya Reiss era mesmo de tirar o fôlego e fazia juz a tudo que a imprensa londrina andava falando sobre ele. O ritmo de sua escrita criava uma cadência alucinada para questões absolutamente reconhecíveis do dia a dia familiar, nos fazendo ver o quanto risíveis e absurdos podemos ser em nossa cegueira cotidiana,” conta Villaça, animado com o projeto.

Denise Fraga completa: “Não sei exatamente dizer o que mais me cativou na peça. Tenho fascinação pela comédia dramática. Acho que quando o Teatro nos faz rir de nossas emoções e paixões, nos ajuda a compreendê-las melhor. O texto é absolutamente divertido, mas ao mesmo tempo saímos do teatro pensando como somos ridículos, como poderíamos resolver melhor as charadas que a vida nos propõe. Divertir para fazer refletir, eis o que me encanta como atriz.

Vicky é uma mulher que já entrou em um padrão de irritação com o básico do cotidiano. É como se tivesse uma TPM crônica. Ama Nick, seu marido, mas ao mesmo tempo não consegue conter as flechas que saem de sua boca em direção a ele. Vivem numa discussão em espiral, brigam para fazer as pazes e fazem as pazes para poder brigar de novo. Quantos casais não conhecemos assim? Mas poucos sabem fazer isso com o humor com que Anya Reiss envolve esta clássica situação.

Acho sempre que parte do sucesso de uma peça vem da necessidade, da vontade enlouquecedora de contar uma história. A simples paixão por passar adiante uma ideia que te arrebatou o coração. Foi isso, sem dúvida, que nos levou a encenar Sem Pensar, que depois de 07 meses de grande sucesso em São Paulo, segue agora numa grande turnê por todo Brasil.”

Sinopse curta
Em uma cidade não especificada, o pai perdeu seu emprego depois de ter um caso com a chefe e a mãe não o perdoa, assunto de intermináveis discussões. A casa foi refinanciada por causa da crise nas finanças familiares e um jovem subinquilino, Daniel, alojado. Daniel tem 21 anos, e seu quarto é bem em frente ao da pré-adolescente de 12 anos, Delilah. Impulsionada pela pressão de suas quatro melhores amigas às vésperas de seu aniversário, Delilah desenvolve uma paixão por Daniel que se torna complicada quando a namorada de Daniel vem passar o fim de semana.

Ficha técnica
Texto:
Anya Reiss | Tradução: Rodrigo Haddad
Cenografia: Valdy Lopes JN | Iluminação: Lito Mendes da Rocha | Figurinos: Cássio Brasil | Trilha Sonora: Théo Werneck | Visagismo: Simone Batata | Fotografia: João Caldas e Willy Biondani | Programação visual: Victor Lema Rique | Assistente de Direção: Maristela Chelala | Coordenação do Projeto: Cláudia Alves | Direção de Produção: José Maria | Direção Geral: Luiz Villaça | Produção e Realização: Nia Teatro

Elenco (por ordem): Denise Fraga, Kiko Marques, Julia Novaes, Kauê Telloli, Virgínia Buckowski, Isabel Wolfenson, Verônica Sarno e Paula Ravache.

Serviço
Teatro Municipal de Mauá

Rua Gabriel Marques, 353 - Centro – Mauá/SP
540 Lugares / Ar Condicionado

Data: 06 de maio / Dia - Horário: Domingo 18h
Duração: 100 minutos / Indicação: 12 anos / Gênero: Comédia

Vendas
Por telefone:
a partir de 23/04 pelo fone 11 2093-3176 de segunda a sexta das 9h às 18h.

Bilheteria do teatro: a partir de 02/05 de terça a domingo das 14h às 19h e nos dias dos espetáculos até inicio da apresentação.

Preços dos ingressos

*Pagamento apenas em dinheiro
Inteira:
R$ 40,00
Antecipado: R$ 30,00 até 05 de maio
Promoção/ Meia: R$ 20,00
Estudantes, aposentados, pessoas acima de 60 anos professores da rede estadual
Clientes C.A. PRODUÇÕES Cartão Fidelidade (desconto individual)*
Funcionário Público do Município de Mauá (desconto individual)**
Clientes Bradesco (desconto para até 4 pessoas)*
Clientes Net (desconto para até 2 pessoas)***
*(apresentar CARTÃO e documento com foto)
**(apresentar HOLERITE e documento com foto)
*** (apresentar FATURA DE PAGAMENTO e documento com foto)

Em qualquer situação de desconto
Obrigatória a identificação: No ato da compra e no acesso ao teatro. Estudante apresentar boleto original do mês, caso a carteirinha de estudante não tenha validade vigente.

Informações
4555-0086/ 2093-3176
www.caproducoes.com.br

Por CA Produções
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6329 dias no ar.