NOTÍCIA ANTERIOR
''Pai'' Bob ganha tudo na MegaRampa
PRÓXIMA NOTÍCIA
Santo André sedia em dezembro o 3º ''O dia D'' idealizado por Mineirinho
DATA DA PUBLICAÇÃO 25/11/2008 | Esportes
Declarações de Luxa não agradam dirigentes
As declarações de Vanderlei Luxemburgo após a vitória sobre o Ipatinga não foram bem recebidas pela cúpula palmeirense. "Eu estou triste. Não tenho mais prazer em sair de casa para ir dar treino. E, se eu sentir que não vou ser feliz aqui, vou embora", afirmou o treinador em entrevista coletiva.

O aviso do técnico foi o ápice de uma crise de relacionamento que começou após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio. Conselheiros influentes passaram a questionar o vice de Futebol, Gilberto Cipullo, sobre o custo-benefício do treinador.

Depois o técnico foi agredido - e revidou, ele mesmo admitiu - pela principal torcida organizada do Palmeiras. Luxachegou a pedir uma trégua aos críticos na semana passada. Só 10 mil torcedores foram ao Palestra Itália nodomingo, mas ninguém pegou no pé do treinador.

Mesmo assim, Luxemburgo acenou com a possibilidade de deixar o clube ao final do Brasileirão, mesmo faltando mais de um ano de contrato. Na avaliação da cúpula verde, o técnico criou um cenário para deixar oclube (pela quarta vez) sem precisar dizer que foi demitido.

Na última entrevista coletiva antes do jogo contra o Ipatinga, Luxemburgo falou em "planejamento para 2009" e disse que não pensava em sair do clube. Agora, o discurso e a situação mudaram. "Vai depender apenas dele", desconversou o diretor de planejamento Luiz Gonzaga Belluzzo. "Em todas as reuniões conosco, ele nunca havia manifestado intenção de ir embora", emendou o diretor de Futebol Genaro Marino.

Há outras questões que podem precipitar o fim do casamento com o Palmeiras. O Flamengo já avisou que Caio Júnior não continua em 2009, Luxa não cansa de dizer que é rubro-negro e Kléber Leite sonha em levá-lo de volta para a Gávea na temporada 2009.

A eleição de janeiro do ano que vem - e seus resultados impossíveis de prever - também devem ter colaborado para Luxemburgo por um pé fora do clube. E ainda há a multa rescisória.

O treinador sempre afirmou que, no momento em que o Palmeiras não o quisesse mais, "bastaria pagar a multa" para mandá-lo embora. Mas a pressão é tão grande que o próprio treinador agora fala em pedir o boné. Como a multarescisória é bilateral, os mesmos conselheiros que pressionam Cipullo exigiriam a recompensa.

Desfalques
O técnico falou em sair, mas antes precisa enfrentar o Vitória, em Salvador, e o Botafogo, em casa. Para o primeiro dos duelos decisivos, ele não poderá contar com Leandro e Pierre, suspensos com três cartões amarelos.

Por Diário Online - AE
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Esportes
21/09/2018 | Tite convoca Pablo, Walace e Malcom para duelos contra Arábia Saudita e Argentina
20/09/2018 | Real Madrid atropela a Roma por 3 a 0 e inicia bem a luta pelo tetracampeonato
18/09/2018 | Jogador de vôlei que jogou em Santo André é encontrado morto na Espanha
As mais lidas de Esportes
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6404 dias no ar.