NOTÍCIA ANTERIOR
São Bernardo descumpre norma e aplica multas de maneira irregular
PRÓXIMA NOTÍCIA
Criança tem 70% do corpo queimado em acidente doméstico
DATA DA PUBLICAÇÃO 18/12/2015 | Setecidades
Decisão da Justiça faz alunos do ABCD desocuparem escolas
Decisão da Justiça faz alunos do ABCD desocuparem escolas Na escola Marajoara 2, em Santo André, os alunos vão aproveitar os últimos dias da ocupação para limpar e pintar o prédio. Foto: Rodrigo Pinto
Na escola Marajoara 2, em Santo André, os alunos vão aproveitar os últimos dias da ocupação para limpar e pintar o prédio. Foto: Rodrigo Pinto
Apesar de saírem das unidades escolares, jovens prometem lutar por uma educação melhor

Os estudantes das escolas ocupadas no ABCD devem fazer a desocupação até 12h de segunda-feira (21/12). Quatro das cinco unidades já têm data marcada. A decisão veio após a Justiça ter suspendido a “reorganização” para 2016. Um pedido de liminar da Defensoria Pública e do Ministério Público de São Paulo foi o que motivou a decisão judicial tomada nesta quarta-feira (16/12). Assim, as escolas que seriam fechadas receberão matrículas normalmente. Antes disso, os estudantes tinham apenas a palavra do governador Geraldo Alckmin (PSDB) de que a “reorganização” do ensino estava suspensa.

Após a decisão judicial, o Comando das Escolas em Luta publicou uma nota afirmando que “as ocupações já cumpriram sua função e que é hora de mudar de tática.” As desocupações estão marcadas para segunda (21/12) nas escolas estaduais Wanda Bento Gonçalves, Marajoara 2 e Oscavo de Paula, em Santo André. A E.E. Diadema, antigo Cefam, também será desocupada, mas até o fechamento desta edição ainda não havia uma data definida para a saída.

Os alunos da escola Américo Brasiliense, no Centro de Santo André, farão assembleia no fim de semana para decidir o rumo da ocupação. “Se todos vão desocupar, não podemos lutar sozinhos. Mas ainda vamos decidir com todos”, explicou a estudante Caroline Guariento, 16 anos.

Mesmo sem dormir nas escolas, os estudantes pretendem continuar a luta por melhorias na educação e mais atividades culturais. Alunos da Wanda Bento Gonçalves, por exemplo, vão entregar propostas formalizadas à Diretoria de Ensino de Santo André e realizar ações para conscientizar a população. “Queremos voz e maior participação. Não vamos deixar que o período noturno feche e os alunos enfrentem superlotação, parem de trabalhar ou fazer cursos”, destacou o aluno Douglas Versuri, 17 anos.

Alunos da escola estadual Wanda Bento Gonçalves, em Santo André, devem desocupar unidade na segunda-feira (21/12). Foto: Rodrigo Pinto

Além disso, os ocupantes uniram forças e fizeram um mutirão de limpeza. Conforme Versuri, foram encontrados na unidade escolar focos de dengue e garrafas de bebidas alcoólicas. “Jogaram (as garrafas) para incriminar os alunos”, afirmou. Um advogado também foi contratado para garantir que não houvesse depredação.

Na Marajoara 2, os alunos vão aproveitar os dias finais de ocupação para limpar a escola, pintar os muros e colocar grafites, para apagar as pichações. “Nossa ideia é formar um grêmio, trazer mais debates e promover atividades culturais aqui”, explicou o aluno Kauê Henrique Vasques Amorim, 18, enquanto pintava os muros externos da instituição.

Por Jessica Marques - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6773 dias no ar.