NOTÍCIA ANTERIOR
Mega-Sena acumula, e prêmio pode chegar a R$ 18,5 milhões
PRÓXIMA NOTÍCIA
Ambientes de mística e conforto espiritual
DATA DA PUBLICAÇÃO 13/10/2014 | Geral
Criança nasce em corredor e cai no chão de hospital na Zona Norte de SP
Pais reclamam da demora no atendimento.
Menino nasceu saudável no hospital da Vila Nova Cachoeirinha.


Pais reclamam que, por causa na demora no atendimento, uma mulher teve o filho no corredor do Hospital Maternidade Vila Nova Cachoeirinha, na Zona Norte de São Paulo, no domingo (5). Sem amparo, o bebê caiu no chão, como mostrou o Bom Dia São Paulo nesta segunda-feira (13). A Secretaria Municipal da Saúde disse a criança nasceu enquanto a mãe era levada para a sala de parto.

A auxiliar administrativo Cibele Pires Costa, que estava na terceira gravidez, acordou com dores e procurou atendimento médico, porque sentiu que o parto estava próximo. “Uma moça me chamou para o atendimento, eu já fui caminhando com dor e eu não conseguia nem andar direito. Na verdade, eu ia bem abaixada por conta das dores”, contou.

Cibele conta que um enfermeiro tentou encaminhá-la para a sala de parto, mas outra enfermeira disse que a prioridade era de outra mulher que havia chegado primeiro. “Eu senti uma dor muito forte e ele já nasceu. Ninguém segurou ele. Ele caiu no chão”, relatou a mãe. Vicente nasceu com 2,7 kg e 46 centímetros.

A criança nasceu saudável, passou por exames de rotina e por precaução ficou internada 24 horas na unidade neonatal. Cibele e o filho, Vicente, ficaram três dias internados. Em casa, a família ainda tenta se recuperar do susto. “Querendo ou não, foi um descuido, um descaso. Eu nunca sonhei em passar por isso”, disse a mãe.

A Secretaria Municipal da Saúde disse que durante o atendimento de Cibele foi constatado que ela tinha começado o trabalho de parto e, quando ela estava sendo levada para a sala de parto, deu à luz no corredor.

A secretaria disse ainda que a paciente estava acompanhada por uma auxiliar de enfermagem e uma médica. Depois do nascimento, ela e o bebê foram imediatamente levados para a sala de parto.

O casal foi a uma delegacia e fez um boletim de ocorrência. O caso registrado como lesão corporal culposa. O advogado da família deve entrar com uma ação contra o hospital para pedir indenização e a punição dos responsáveis.

Por G1, em São Paulo
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Geral
19/4/2018 | Secretário de Transportes e presidente do Metrô viram réus por improbidade
18/4/2018 | Teto de refeitório de escola infantil desaba e deixa 17 feridos em Agudos
17/4/2018 | Morador de rua é encontrado morto no centro de São Paulo
As mais lidas de Geral
19/4/2018 | Secretário de Transportes e presidente do Metrô viram réus por improbidade
18/4/2018 | Teto de refeitório de escola infantil desaba e deixa 17 feridos em Agudos
17/4/2018 | Morador de rua é encontrado morto no centro de São Paulo
As mais lidas no Geral
18/4/2018 | Vanessa Damo diz que estará no palanque de Atila no pleito de 2020
17/4/2018 | Ocupação em Mauá aguarda solução na Justiça desde 2015
19/4/2018 | Indústria abre 500 vagas em São Bernardo
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2018 - Desde 2003 à 5522 dias no ar.