NOTÍCIA ANTERIOR
Mega-Sena acumula, e prêmio pode chegar a R$ 18,5 milhões
PRÓXIMA NOTÍCIA
Ambientes de mística e conforto espiritual
DATA DA PUBLICAÇÃO 13/10/2014 | Geral
Criança nasce em corredor e cai no chão de hospital na Zona Norte de SP
Pais reclamam da demora no atendimento.
Menino nasceu saudável no hospital da Vila Nova Cachoeirinha.


Pais reclamam que, por causa na demora no atendimento, uma mulher teve o filho no corredor do Hospital Maternidade Vila Nova Cachoeirinha, na Zona Norte de São Paulo, no domingo (5). Sem amparo, o bebê caiu no chão, como mostrou o Bom Dia São Paulo nesta segunda-feira (13). A Secretaria Municipal da Saúde disse a criança nasceu enquanto a mãe era levada para a sala de parto.

A auxiliar administrativo Cibele Pires Costa, que estava na terceira gravidez, acordou com dores e procurou atendimento médico, porque sentiu que o parto estava próximo. “Uma moça me chamou para o atendimento, eu já fui caminhando com dor e eu não conseguia nem andar direito. Na verdade, eu ia bem abaixada por conta das dores”, contou.

Cibele conta que um enfermeiro tentou encaminhá-la para a sala de parto, mas outra enfermeira disse que a prioridade era de outra mulher que havia chegado primeiro. “Eu senti uma dor muito forte e ele já nasceu. Ninguém segurou ele. Ele caiu no chão”, relatou a mãe. Vicente nasceu com 2,7 kg e 46 centímetros.

A criança nasceu saudável, passou por exames de rotina e por precaução ficou internada 24 horas na unidade neonatal. Cibele e o filho, Vicente, ficaram três dias internados. Em casa, a família ainda tenta se recuperar do susto. “Querendo ou não, foi um descuido, um descaso. Eu nunca sonhei em passar por isso”, disse a mãe.

A Secretaria Municipal da Saúde disse que durante o atendimento de Cibele foi constatado que ela tinha começado o trabalho de parto e, quando ela estava sendo levada para a sala de parto, deu à luz no corredor.

A secretaria disse ainda que a paciente estava acompanhada por uma auxiliar de enfermagem e uma médica. Depois do nascimento, ela e o bebê foram imediatamente levados para a sala de parto.

O casal foi a uma delegacia e fez um boletim de ocorrência. O caso registrado como lesão corporal culposa. O advogado da família deve entrar com uma ação contra o hospital para pedir indenização e a punição dos responsáveis.

Por G1, em São Paulo
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Geral
19/1/2018 | Após greve, Metrô volta a funcionar hoje
19/1/2018 | Moradores levam colchões para fila de vacinação contra febre amarela na Zona Sul de SP
19/1/2018 | Motorista que atropelou 17 em Copacabana não havia ingerido bebida alcoólica, aponta exame
As mais lidas de Geral
17/1/2018 | Solicitação do passe escolar do transporte intermunicipal agora é digital
17/1/2018 | Metroviários de SP marcam greve para a próxima quinta-feira
18/1/2018 | Contra privatizações, metroviários de São Paulo param nesta quinta (18)
As mais lidas no Geral
17/1/2018 | Mauá premiará quem pedir CPF na nota
18/1/2018 | Calendário PIS-Pasep 2017-2018: começa pagamento para nascidos em janeiro e fevereiro
17/1/2018 | Grande ABC registra primeira morte suspeita por febre amarela
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2018 - Desde 2003 à 5432 dias no ar.