NOTÍCIA ANTERIOR
Jornal ABCD Maior fecha as portas e demite jornalistas
PRÓXIMA NOTÍCIA
Assaltos seguem amedrontando quem mora no Centreville
DATA DA PUBLICAÇÃO 16/05/2017 | Setecidades
Cratera se abre na Avenida dos Estados
Cratera se abre na Avenida dos Estados Foto: Nario Barbosa/DGABC
Foto: Nario Barbosa/DGABC
A abertura de uma cratera na margem do Rio Tamanduateí, na Avenida dos Estados, em Santo André, volta a ligar o sinal de alerta de motoristas que utilizam diariamente a principal ligação entre o Grande ABC e a Capital.

Após registrar no início deste ano queda de duas pontes localizadas em sua extensão, desta vez a via sofre com o desmoronamento parcial da sustentação de sua margem, em trecho próximo à UFABC (Universidade Federal do ABC), sentido Mauá.

O local, que está interditado desde domingo, quando a margem cedeu, já tinha apresentado no início do mês passado um afundamento parcial da sustentação em decorrência das fortes chuvas. No entanto, sem reparos por parte do Daee (Departamento de Águas e Energia Elétrica), órgão estadual responsável pela manutenção do Rio Tamanduateí, o local acabou por desmoronar completamente.

Uma faixa da Avenida dos Estados foi interditada pelo DET (Departamento de Engenharia e Tráfego) de Santo André, prejudicando ainda mais o congestionamento da via, que também recebe obras para reconstrução de ponte que dá acesso à Avenida Antônio Cardoso.

O incidente ainda comprometeu uma rede primária de abastecimento de água do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André), que fazia a transposição do recurso entre o 2º Subdistrito e o Centro da cidade. A autarquia diz que tem realizado “manobras operacionais para garantir o abastecimento do bairro Santa Terezinha e dos imóveis do entorno, localizados à margem esquerda do rio”.

O Daee, por sua vez, ainda segue sem previsão para iniciar intervenções no local. Por meio de nota, o órgão disse que “técnicos já fizeram uma vistoria no local e estão trabalhando no projeto para recuperação da área”.

Vale lembrar que esta é a segunda vez, em período de pouco mais de um ano, em que a Avenida dos Estados sofre com o desmoronamento parcial da margem do canal. No ano passado, as fortes chuvas provocaram, em março, a inclinação estrutural das paredes de contenção em trecho de São Caetano. O local foi totalmente recuperado apenas no início deste ano.

Para especialistas, os episódios recentes evidenciam cenário alarmante que a Avenida dos Estados apresenta.

“O trecho do Rio Tamanduateí que corta o Grande ABC é o pior de toda a Região Metropolitana de São Paulo, e até mesmo do Estado. É um problema de falta de manutenção que tem se arrastado há anos. Os desmoronamentos da margem somente evidenciam isso. Se não houver uma política hídrica eficaz daqui para frente esses incidentes tendem a se tornar rotina. O Estado precisa recuperar a estrutura da Avenida dos Estados”, avalia Júlio Cerqueira César Neto, engenheiro civil e especialista em recursos hídricos e saneamento.

Considerada pelos novos prefeitos uma das prioridades do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, a recuperação da Avenida dos Estados tem sido pautada em reuniões da entidade regional. No entanto, até o momento, pouco se avançou no diálogo.

Em quatro meses de diálogo, diversos encontros foram promovidos entre os chefes do Executivo e representantes da cúpula estadual, porém, nada saiu do papel.

Após o desmoronamento de anteontem, prefeitos prometem concluir ainda nesta semana amplo relatório com intervenções a serem pleiteadas com o Estado (leia ao lado). Contudo, na visão de especialista, municípios terão de agilizar os projetos para reverter o atual cenário. “Já viraram rotina esses problemas da Avenida dos Estados. Isso porque a contenção do Rio Tamanduateí já não é eficaz, e o pior de tudo é que os reparos já não fazem mais efeito. Enquanto não houver uma grande obra, esses desmoronamentos serão rotineiros, infelizmente. O rio tem engolido a avenida”, afirma o engenheiro e inspetor do Crea (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo) André Sobreira de Araújo.

Governos devem oficializar ao Estado nesta semana pedido para obras na via

Prefeitos das três cidades cortadas pela Avenida dos Estados – Santo André, São Caetano e Mauá –, prometem concluir nesta semana texto no qual reivindicam apoio do Estado para realização de obras na Avenida dos Estados.

O documento, que contém amplo estudo sobre as intervenções necessárias para melhoria da via responsável por ligar o Grande ABC à Capital, segundo o prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), deve ser concluído até amanhã.

“Estive hoje (ontem) pela manhã com os prefeitos Atila (Jacomussi, Mauá) e (José) Auricchio (São Caetano) para discutir proposta técnica e orçamentária que devemos apresentar ao Estado. É um documento que tem todas as intervenções necessárias para melhoria da Avenida dos Estados, uma dívida que o governo estadual tem com a região. A avenida está desmanchando e precisa de uma solução”, avalia o chefe do Executivo.

Segundo o secretário executivo do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, Fabio Palacio. representantes da entidade estão empenhados no tema. “Ainda não foi feito nada formal, mas estamos em contato com o Estado para efetivar a parceria”, afirma.

Por Daniel Macário - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6233 dias no ar.