NOTÍCIA ANTERIOR
Anatel libera venda do iPhone 5 no mercado brasileiro
PRÓXIMA NOTÍCIA
Mozilla reverte atualização do Firefox após descobrir falha de segurança
DATA DA PUBLICAÇÃO 12/10/2012 | Tecnologia
Conectada, nova geração não vive sem recorrer à tecnologia
Conectada, nova geração não vive sem recorrer à tecnologia Celular se transformou em item essencial. Foto: Luciano Vicioni
Celular se transformou em item essencial. Foto: Luciano Vicioni
Ligadas na internet quase o tempo todo, as crianças de hoje não abrem mão do mundo virtual

A nova geração de crianças parece já nascer grudada ao celular e não vê mistério em utilizar computadores, IPad’s ou qualquer aparelho eletrônico. Conectadas à internet quase 24 horas por dia, fazem amigos virtuais, pesquisam para trabalhos escolares e adoram videogames. A tecnologia, que evolui a cada dia, é uma grande aliada para a molecada, mas os pais devem ficar atentos aos perigos que ela pode trazer.

Ana Carolina Araújo, 10 anos, se considera uma viciada em jogos. Em sua casa estão seus cinco videogames, dois computadores, um IPad. Seu item de desejo é o novíssimo IPhone 5, e está economizando para comprar no ano que vem. “Já consegui juntar R$ 100, mas quando descobri que custava mais de mil reais fiquei chocada. Vou ter de economizar bem mais”, lamentou.

O celular, aliás, virou quase um item obrigatório entre as crianças de hoje. É raro encontrar uma sem um nas mãos. Entre as preferências estão os com acesso à internet, que permitem trocas de mensagens entre familiares e amigos, além de atualizar os perfis nas redes sociais. “Faço praticamente tudo com o celular, tiro fotos, uso a agenda para marcar datas de provas e trabalhos, fico jogando. Acho que a tecnologia ajuda muito, mas às vezes atrapalha. Perdemos muito tempo com bobagens ao invés de estudar”, reconheceu Lucas Baiocchi, 10.

Redes sociais - A maioria das crianças passa horas navegando pelas redes sociais, em especial o Facebook. A quantidade de amigos virtuais é motivo de orgulho: quanto mais, melhor. Aos pais cabe a difícil tarefa de monitorar esse tipo de relacionamento. “Meu pai não deixou que eu entrasse no Facebook, ele acha perigoso”, explicou Chloé Lopes, 10.

No entanto, as crianças aceitam a vigilância com naturalidade. Antenadas nas notícias, elas reconhecem a falta de segurança. “Meus pais sabem minha senha no Facebook e me explicaram para não aceitar pessoas que não conheço como amigas. A gente sabe que não pode colocar certas coisas na internet porque é perigoso”, declarou Marco Antônio Perin Moreto, 10.

Entre brincadeiras ao ar livre e jogos eletrônicos, a maioria vota pela tecnologia como melhor forma de diversão. Mas para isso as crianças oferecem uma explicação digna de gente grande. “Antigamente existia mais segurança, as crianças podiam brincar na rua livremente. Hoje temos de ficar dentro de casa. Por isso a melhor opção é o computador”, garantiu Nicolas Gonçalves, 10.

Proibir é pior, diz psicóloga
Para a psicóloga do departamento de Pediatria da FMABC (Faculdade de Medicina do ABC), Maria Regina Domingues de Azevedo, proibir o acesso à internet não é a melhor forma de os pais garantirem a segurança dos filhos. “Elas nasceram em uma geração em que o aprendizado passa por aparelhos eletrônicos. Até mesmo as escolas utilizam a tecnologia para ensinar. Ao invés de proibir, os pais devem explicar os perigos do mundo virtual”, recomendou.

O estímulo ao contato com outras crianças e adultos também deve ser frequente. “Crianças muito isoladas e que passam longas horas na frente do computador podem desenvolver muitos problemas de relacionamento no futuro, influindo inclusive na vida profissional. O ideal é estabelecer horários para o uso dos aparelhos eletrônicos e monitorar o que se passa durante esse período”, afirmou.

Por Angela de Paula - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Tecnologia
21/09/2018 | Brasileiro fica quase 3 horas por dia assistindo a vídeos online; aumento foi de 135% em 4 anos
19/09/2018 | Sony anuncia PlayStation Classic, versão mini do PS1 com 20 jogos na memória
18/09/2018 | A curiosa razão por que o relógio sempre marca 9:41 nos anúncios da Apple
As mais lidas de Tecnologia
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6328 dias no ar.