NOTÍCIA ANTERIOR
TCE rejeita contas de Oswaldo
PRÓXIMA NOTÍCIA
Diretor da Viação Estrela de Mauá tem bens bloqueados
DATA DA PUBLICAÇÃO 23/10/2012 | Cidade
Comparação entre companheiros
Em caminhada ontem à tarde no Jardim Sônia Maria, o candidato do PT à Prefeitura de Mauá, Donisete Braga, rotulou de "desafio" garantir os avanços à cidade, principalmente os inerentes à Saúde e à Educação. As áreas nevrálgicas são as mais atacadas pela sua adversária, a oposicionista Vanessa Damo (PMDB).

A posição foi externada após uma eleitora reclamar do horário de atendimento da UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro. O equipamento funcionou 24 horas até março, quando o prefeito, Oswaldo Dias (PT), inaugurou a UPA (Unidade de Pronto Atendimento 24 horas) da Vila Magini. Com a conclusão da obra, o equipamento do Sônia Maria teve o funcionamento limitado para até as 21h.

No primeiro turno, Donisete já havia se comprometido a reparar o ato do chefe do Executivo e, se eleito domingo, retomar o atendimento 24 horas da UBS do Sônia Maria. Ontem, estendeu a proposta, dizendo que também irá reformar o prédio. "Quero fazer um governo melhor que o do Oswaldo. Esse é o desafio", considerou. "Só há sentido em ser candidato se for para melhorar a situação."

A fala, no entanto, não chega a ser uma afronta ao companheiro. Desde o início da campanha, em 6 de julho, Donisete tem se colocado como representante da continuidade, mas com "inovação". Com o discurso, protege a mal avaliada administração Oswaldo Dias. Segundo pesquisa publicada semana passada pelo Diário, o atual governo é aprovado por 23,7% e reprovado por 46% da população.

PROPOSTAS

Reativar o atendimento 24 horas da UBS do Jardim Sônia Maria foi o principal reclame debatido por Donisete Braga com moradores do bairro. Um funileiro, apesar de declarar voto no petista, analisou que "o PT está devendo na Saúde".

Uma simpatizante da Unidos do Silvia Maria, escola de samba que conquistou o título dos três últimos desfiles de Carnaval realizados em Mauá (2006, 2008 e 2010) e sediados no bairro vizinho ao Sônia Maria, cobrou a volta da comemoração da maior e mais tradicional festa popular do País.

"Vamos trazer de volta e incentivar outras atividades culturais", prometeu Donisete, reafirmando o que havia dito a eleitor no dia 7, data da votação do primeiro turno.

Reprovação não interfere, diz petista

Donisete Braga afirmou ontem que a reprovação das contas de 2009 da Prefeitura (primeiro ano do terceiro mandato do petista Oswaldo Dias no comando do Executivo) não tem força para interferir no resultado da eleição. Relatório negativo do TCE (Tribunal de Contas do Estado) foi enviado à Câmara semana passada - os vereadores têm seis meses para emitir parecer definitivo.

"Absolutamente (não interfere). Isso é muito alheio ao processo eleitoral. Mas serve como exemplo para tomarmos os cuidados necessários (caso seja eleito)", avaliou o prefeiturável.

Para embasar a declaração, Donisete lembrou que as quatro contas do governo Leonel Damo (2005 a 2008) foram reprovadas pelo TCE, e que o fato não foi explorado na campanha - o ex-prefeito é pai de Vanessa Damo, sua adversária no segundo turno, marcado para domingo.

DIVISAS

O candidato voltou a projetar a elaboração de políticas públicas em conjunto com as cinco cidades que fazem divisas com Mauá: São Paulo, Santo André, Ribeirão Pires, Suzano e Ferraz de Vasconcelos. E colocou Saúde e Transporte como "parte da agenda prioritária" de debates.

Por Mark Ribeiro - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6332 dias no ar.