NOTÍCIA ANTERIOR
Bon Jovi é atração mais comentada no Facebook nos 7 dias do Rock in Rio 2017
PRÓXIMA NOTÍCIA
Nissan fará recall de todos os carros novos vendidos no Japão nos últimos 3 anos
DATA DA PUBLICAÇÃO 02/10/2017 | Tecnologia
Como funciona o ‘'cobertor inteligente'’ controlado pelo celular de quem está em cada metade da cama
Como funciona o ‘'cobertor inteligente'’ controlado pelo celular de quem está em cada metade da cama Temperatura varia entre 17ºC e 24ºC simultaneamente de cada lado da cama (Foto: Smartduvet)
Temperatura varia entre 17ºC e 24ºC simultaneamente de cada lado da cama (Foto: Smartduvet)
Tecnologia foi desenvolvida por empresa canadense; temperatura varia entre 17ºC e 24ºC simultaneamente de cada lado da cama.

A disputa pela presença ou não do cobertor na cama na hora de dormir pode estar com os dias contados.

A depender do produto lançado por uma empresa canadense, friorentos e calorentos não mais vão precisar discutir e poderão compartilhar a mesma coberta.

Os criadores garantem que o produto é o primeiro "edredom inteligente" do mercado, capaz de controlar cada uma das metades da cama de forma separada e pelo celular.

O sistema conta com câmaras de ar e condutores separados em seções diferentes e, por isso, cada usuário pode controlar a temperatura de sua parte na cama. Tudo é feito por meio de um aplicativo que usa tecnologia wifi e já está disponível para sistemas iOS e Android.

A colcha conta com dois tipos de condutores: um infla a coberta e o outro conduz o ar a uma determinada temperatura. Para refrescar, a tecnologia usa refrigeração por evaporação. O dispositivo está entre a espuma do edredom e o forro que o envolve.

Além de esquentar e esfriar ao gosto do usuário, não é preciso se preocupar se a cama ficou desarrumada: o edredom pode ser arrumado na cama também por um comando eletrônico.

A tecnologia da "cama que se arruma sozinha" já havia sido patenteada por essa mesma empresa e por outras do setor há alguns anos.

A invenção é útil para pessoas com artrite ou doenças que podem se agravar com alterações na temperatura. Também é recomendada para quem sua muito ou quem quer reduzir a incidência de germes na cama, uma vez que a tecnologia ajuda eliminar a umidade excessiva.
Projetos da empresa foram financiados por sites que organizam Projetos da empresa foram financiados por sites que organizam

Financiamento virtual

A empresa que desenvolveu esse cobertor, o Smartduvet (edredom inteligente), garante em sua página na internet que o sistema também é ecologicamente amigável e pode ajudar a reduzir o consumo de energia. Isso porque permite gerar calor apenas na cama, evitando que os usuários liguem um aquecedor no quarto ou acionem o aquecimento da casa inteira.

Antes do cobertor inteligente - que está disponível para entrega em novembro, a empresa lançou uma coberta que se estende automaticamente no ano passado. A iniciativa foi criada depois de arrecadar dinheiro no site Kickstarter, que promove vaquinha virtual e permite investir em diferentes projeto.

Para a cama que se arruma eletronicamente, mais de 130 pessoas investiram cerca de US$ 40 mil (aproximadamente de R$ 126 mil).

Para o cobertor inteligente, a empresa usou outro site, o Indiegogo, e arrecadaram US$ 900 mil (R$ 2,8 milhões) junto a mais de 4 mil pessoas.

Debaixo da coberta, a temperatura mínima é 17ºC e a máxima 24ºC. A a empresa não especificou se o edredom é barulhento. O mais barato custa cerca de US$ 200 (aproximadamente R$ 630).

Revolucionário

"Temos visto invenções revolucionárias que transformaram a maneira com que vivemos: a máquina de lavar, a secadora, o micro-ondas cumprem funções no nosso dia a dia e já não podemos imaginar viver sem eles", escreveu a empresa na página da internet.

A empresa diz querer revolucionar a maneira como dormimos e como arrumamos a cama.

Tina Cayouette, criadora do cobertor que se estende automaticamente, disse que pensou em seu tio na hora de desenvolver o produto. Ele usa cadeira de rodas e fazer a cama é uma tarefa difícil para ele. Por isso

"Para quem tem qualquer tipo de problema de mobilidade, ele permite que se sinta mais independente", disse Cayouette.

Por G1 - BBC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Tecnologia
21/09/2018 | Brasileiro fica quase 3 horas por dia assistindo a vídeos online; aumento foi de 135% em 4 anos
19/09/2018 | Sony anuncia PlayStation Classic, versão mini do PS1 com 20 jogos na memória
18/09/2018 | A curiosa razão por que o relógio sempre marca 9:41 nos anúncios da Apple
As mais lidas de Tecnologia
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6240 dias no ar.