NOTÍCIA ANTERIOR
Comerciantes sofrem prejuízos após chuva
PRÓXIMA NOTÍCIA
Mau cheiro aumenta na Billings e moradores farão ato
DATA DA PUBLICAÇÃO 27/01/2015 | Setecidades
Começa em 90 dias obra para transpor Rio Paraíba do Sul
 Começa em 90 dias obra para transpor Rio Paraíba do Sul Foto: Reprodução GloboNews
Foto: Reprodução GloboNews
O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), estimou ontem que as obras da transposição de água da bacia do Rio Paraíba do Sul, que está localizado no Rio de Janeiro, para o sistema hídrico Cantareira, que, na região, abastece São Caetano, começam em 90 dias. O projeto faz parte do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal.

Segundo dados da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), o manancial registrava ontem apenas 5,1 % de sua capacidade. Além de São Caetano, o Cantareira também abastece Barueri, Caieiras, Cajamar, Carapicuíba, Francisco Morato, Franco da Rocha, Guarulhos, Osasco e São Paulo.

“(A obra) foi enquadrada no PAC, por isso podemos aplicar o regime de licitação mais rápido. Deve ser aprovado no conselho da Sabesp na quinta-feira. E na sexta-feira já deve ser lançado o edital”, declarou Alckmin, durante comemoração dos 90 anos da General Motors no Brasil, na unidade de São Caetano da empresa.

O governador explicou que o projeto, orçado em aproximadamente R$ 830 milhões, tem previsão de conclusão, após o início das obras, de 18 meses. Sua previsão de partida foi antecipada em cinco anos, tendo em vista que estava incluído para 2020 no programa paulista Macrometrópole. “Com as mudanças climáticas muito extremas, ou chuva demais ou seca demais, você interliga as bacias hidrográficas e uma ajudará a outra, diminuindo a vulnerabilidade”, destacou Alckmin.

AMPLIAÇÃO

No caso do Sistema Alto Tietê, que abastece Mauá e outras oito cidades da Grande São Paulo, como é o caso de parcela de Mogi das Cruzes, Suzano, Guarulhos e a Capital, o governador garantiu ampliação da capacidade de abastecimento. A administração estadual desviará água do Rio Guaratuba. “A partir de amanhã entra mais 0,5 m³/s no Alto Tietê”, disse Alckmin. Ontem, segundo a Sabesp, o manancial tinha 10,3% do seu volume de armazenamento.

Alckmin pontuou que o Sistema Rio Grande, da Represa Billings, que tinha ontem 74% da sua capacidade, tem potencial para suprir a falta de água no Alto Tietê e já contribui para o Guarapiranga. Isso, consequentemente, segundo o chefe do Executivo estadual, também ajudará o Sistema Cantareira. Ele garantiu que a Billings possui capacidade de 1,2 bilhão de metros cúbicos de água. “As cinco represas do Cantareira têm 900 milhões de metros cúbicos”, comparou.

De acordo com o governador, a transferência de água da Billings para o Guarapiranga teve início na década de 1990, por meio do braço Taquacetuba. “O que queremos exatamente é ampliar essa transferência para utilizar mais o Guarapiranga”, observou, negando datas. “É preciso aguardar a conclusão do cronograma para então passar (os prazos) para todos.” Mas garantiu que para socorrer o Cantareira será necessário direcionar parcela de sua área de atendimento para o Guarapiranga.

VAZÃO

O chefe do Executivo estadual garantiu que a vazão do Cantareira caiu de 33 m³/s por segundo para 14,8m³/s como resultado de substituição de área de atendimento dos sistemas. O próximo passo é ampliar a capacidade de fornecimento do Guarapiranga. “Pretendemos aumentar ainda mais o Guarapiranga com as chamadas membranas intrafiltrantes. O problema do sistema é que ele chegou a 15 m³/s, mas a ETA (Estação de Tratamento de Água) não tem capacidade para produzir mais que esse volume. Então, estamos trazendo contêineres com membranas intrafiltrantes para poder ampliar a capacidade de tratamento. Está indo bem e acho que teremos novidades nos próximos dias.”

Por Pedro Souza - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6196 dias no ar.