NOTÍCIA ANTERIOR
Clipes famosos de Michael Jackson inspiraram avatares de dança no Orkut
PRÓXIMA NOTÍCIA
Google convoca time de engenheiros para ''batalha'' contra Bing, diz jornal
DATA DA PUBLICAÇÃO 29/06/2009 | Informática
Cientista cria chip para computador ''quântico "sólido''
A criação do computador quântico, a máquina que promete revolucionar a informática, ainda é um sonho distante.

Porém, um novo protótipo de chip quântico apresentado ontem parece deixar essa meta um pouco mais próxima. E, se as coisas tomarem o rumo aparente, os supercomputadores do futuro não serão feitos de raio laser e tramas magnéticas, como imaginavam alguns físicos, mas do mesmo material que compõe os computadores domésticos atuais.

O trabalho apresentado agora, que põe a computação quântica um passo adiante, é o primeiro chip em "estado sólido" capaz de executar uma operação simples. Idealizado pelo físico Leonardo DiCarlo, da Universidade Yale, de Connecticut (EUA), é descrito em detalhes num estudo publicado pela revista "Nature".

Se um dia a computação quântica se tornar real, o poder de processamento das máquinas construídas com essa tecnologia será várias ordens de grandeza maior do que o dos melhores computadores atuais. O truque imaginado por cientistas é que nesses chips do futuro, os bits, unidades de informação para computação, seguirão uma lógica que só se verifica no mundo microscópio das partículas elementares.

Segundo as leis da física quântica, as partículas não possuem propriedades inerentes, como velocidade ou posição. Essas propriedades são adquiridas quando as partículas interagem. Esse estado de indefinição das coisas é o segredo da computação quântica.

O problema é manipular as propriedades quânticas de partículas. Chips quânticos já vinham sendo criados de alguns anos para cá, mas dependiam de tecnologias que só existem em laboratórios de física.

O novo chip de Yale, porém, pode ser confundido com um que existe dentro de qualquer computador. "O apelo de um processador no estado sólido é a simplicidade inerente de um circuito integrado controlado apenas eletricamente", diz DiCarlo. "Em sua entrada e em sua saída há apenas cabos."

Por enquanto, abrigando apenas dois bits de informação, o chip de Yale não pode ser considerado mais do que um experimento. A computação quântica será realidade apenas quando existir um chip com centenas de bits quânticos.

Isso deve demorar mais de uma década, preveem os físicos. Mas um chip de estado sólido pode encurtar o caminho. "Estamos trabalhando para aumentar o número de bits quânticos para três, quatro, talvez cinco", diz DiCarlo.

Ivan de Oliveira, cientista que estuda computação quântica no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, atesta a relevância do novo estudo. "Apesar dos resultados teóricos promissores, a computação quântica em estado sólido (basicamente em materiais semicondutores ou supercondutores) nunca havia sido demonstrada", diz.

Por Rafael Garcia - Folha de São Paulo
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Informática
19/09/2018 | Grupo Renault Nissan terá sistema operacional Android em seus carros
18/09/2018 | A corrida para a criação do computador mais poderoso da história
11/06/2018 | Google tira ovos de emoji de salada para agradar veganos
As mais lidas de Informática
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6195 dias no ar.