NOTÍCIA ANTERIOR
Prazo de inscrições para as bolsas do Prouni termina nesta segunda-feira
PRÓXIMA NOTÍCIA
Com propostas para sair, Paulinho fica no Corinthians em caso de título
DATA DA PUBLICAÇÃO 02/07/2012 | Educação
Ciência sem Fronteiras contempla dois alunos da FMABC
O curso de Medicina da FMABC dá o ponta pé inicial do Ciência sem Fronteiras lançado no final de 2011 pelo governo federal. Marcelo Soares Schalch e Mariana Gaya da Costa, ele do 5º ano e ela no 3º, são os primeiros alunos contemplados na Faculdade pelo novo programa de intercâmbio internacional. Marcelo viaja neste julho para a Alemanha, onde frequentará durante seis meses a Universidade Charité em Berlim, e Mariana viajará em janeiro de 2013 para estadia também de um semestre na Universidade de Groningen, a mais antiga da Holanda. Os dois encaram o desafio como instigante, já que são países com realidades distintas da brasileira no cenário da saúde.

“É uma oportunidade imperdível”, resumem Marcelo e Mariana, que terão as faltas abonadas e farão depois prova para recuperar matérias. Aos 22 anos, Marcelo inicia as aulas dia 9 de julho já em regime de internato e se diz animado. “É a primeira viagem internacional sem meus pais, estou ansioso, mas tenho que enfrentar essa etapa de amadurecimento pessoal e também importante para a carreira”, define ele, que já tem compromissada para setembro a visita dos pais Carlos e Malu, do irmão Pedro e da namorada Bruna, todos incentivadores da escolha. A Universidade Charité é considerada um dos maiores complexos hospitalares da Europa.

A exemplo de Marcelo Schalch, que ainda não escolheu especialização médica a seguir, Mariana Gaya está em grande expectativa. Pelo ano que cursa, suas aulas na Holanda serão mais teóricas e, conforme quesito do Ciência sem Fronteiras, o inglês é a língua básica. Dizendo-se vocacionada a servir, Mariana integra este mês o Projeto Rondom que dará assistência à população de Itapeva. Mariana entende que, além do enriquecimento pessoal, as trocas acadêmicas favorecem a própria escola, que também receberá alunos de outras partes do Brasil e do mundo.

O Ciência sem Fronteiras foi lançado pelo decreto 7642 de dezembro de 2011 e busca promover a expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio da mobilidade internacional. A iniciativa reúne o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e o Ministério da Educação por meio de suas agências de fomento (CNPq e Capes). O governo projeta conceder 75 mil bolsas no exterior em quatro anos para alunos de graduação e pós-graduação, bem como para que pesquisadores de empresas recebam treinamento especializado no exterior.

O valor médio de cada bolsa de estudos da FMABC é de R$ 2.000 euros por mês, além das passagens aéreas.

Por Informações à Imprensa com Eduardo Nascimento - Comunicação Fundação do ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Educação
21/09/2018 | Ensino superior cresce no País, mas graças à modalidade a distância
19/09/2018 | Em crise financeira, UFABC tenta definir objetivos para 2019
18/09/2018 | Cidade francesa muda pátio de pré-escola para favorecer a igualdade de gênero
As mais lidas de Educação
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6198 dias no ar.