NOTÍCIA ANTERIOR
Novas chuvas causam problemas antigos ao Grande ABC
PRÓXIMA NOTÍCIA
Ribeirão Pires decreta estado de calamidade pública
DATA DA PUBLICAÇÃO 21/01/2010 | Setecidades
Chuva causa estragos e uma morte no ABCD
O temporal da noite desta terça-feira (19/01) causou estragos em várias regiões do ABCD, além de ter feito uma vítima fatal em São Bernardo. No início da noite, enchentes nas principais avenidas de Santo André e São Bernardo foram os primeiros sinais dos transtornos que a chuva iria provocar até a manhã desta quarta-feira (20/01).

O Cobom (Central de Operações dos Bombeiros) informou que nove ocorrências foram atendidas, sendo um desmoronamento em Santo André e cinco desmoronamentos em São Bernardo. Em Diadema, o Copo de Bombeiros atuou em dois pontos de enchente. Além disso, o município também registrou uma queda de árvore e um desmoronamento.

A Vila São José, em São Bernardo, amanheceu de luto por causa da morte da estudante de 10 anos Sara Regina de Oliveira Patete. Às 3h30, o barraco onde morava teve parte da estrutura tomada pela terra da encosta que deslizou. A família tentou ajudar a criança enquanto o Corpo de Bombeiros tentava acessar o local. Por volta das 4h, os bombeiros conseguiram resgatar a menina já sem vida. O velório deve acontecer a partir das 13h desta quarta-feira no Cemitário Vila Carminha, no Bairro dos Casa.

A Defesa civil do município atendeu a 60 ocorrências. Sobre a garota soterrada, a Prefeitura informou por meio de nota que "a jovem morava em uma área de risco e por meio de assistentes sociais e demais profissionais, a Prefeitura tem dado suporte à família de Sara Regina".

Desde a madrugada, equipes da Defesa Civil estão orientando famílias de locais de risco para que deixem seus imóveis e se abriguem em casas de parentes. Vinte famílias do Núcleo Biquinha, na Vila São José, foram encaminhados para o Centro Recreativo, Esportivo e Cultural da Vila São Pedro.

Em apenas quatro horas, a cidade foi atingida por uma concentração de chuva esperada para um mês todo. Enquanto a previsão meteorológica para esta terça-feira era de 8 milímetros, o ponto de medição do Corpo de Bombeiros registrou 94 milímetros. A Administração informou ainda que equipes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania e da Secretaria de Habitação da Prefeitura estão no local do acidente avaliando a situação da encosta e dando assistência às famílias, bem como avaliando outros locais de risco da cidade.

O pai de Sara Eder Luiz Malva Patete ainda tentava desenterrar os pertences na manhã desta quarta-feira, enquanto a Defesa Civil orientava os demais moradores da região do risco de deslizamento. Neide Antonio de Oliveira Patete, mãe da garota, estava desolada. “Tudo aconteceu muito rápido Quando menos percebi, Sara já estava debaixo da terra. A gente tentou escavar com as mãos”, disse. A garota foi a única pessoa da família que não conseguiu sair do barraco a tempo.

Moradores da vila ficaram chocados com a tragédia e disseram ter medo de continuar no local. “Todos os anos algum barraco fica destruído. Precisamos da ajuda do poder público para sairmos daqui”, afirmou o morador Antônio Alves Queiroz. “O problema é que não queremos ficar no bolsa aluguel da Prefeitura. Precisamos de outra área para mudar”, reclamou a dona de casa Vanilda Almeida, residente há 22 anos da Vila São José.

Em outros bairros, como o Demarchi, também em São Bernardo, algumas ruas ficaram alagadas e o ribeirão dos Meninos transbordou, levando esgoto e sujeira para dentro das residências da rua Schultz Wenk. Parte do muro de arrimo de uma das empresas que fazem divisa com o córrego também veio abaixo. “Enfrentamos esse problema há muitos anos. Nossas reclamações com a Prefeitura nunca surtiram efeito. Já dá vergonha morar nesse bairro”, contou o aposentado Paulo Martins, que há 29 anos mora na Região.

Transtornos – Além de causar alagamentos em diversos pontos do ABCD, a chuva desta madrugada também causou a interdição parcial das rodovias Anchieta e Índio Tibiriçá. No caso da Anchieta, as pistas centrais ficaram inundadas e o tráfego foi normalizado por volta das 3h da manhã. A Índio Tibiriçá continua com problemas já que há apenas o acostamento do sentido Suzano liberado no km 48, em Ribeirão Pires.

Ainda em São Bernardo, a Câmara Municipal e o Teatro Cacilda Becker ficaram inundados, além do andar térreo do prédio do Executivo. A chuva causou ainda outros pontos de inundação na região central da cidade, como as ruas Marechal Deodoro e Jurubatuba e avenidas Armando Ítalo Setti e Brigadeiro Faria Lima.

O Parque da Juventude Città Di Marostica também foi atingido pela inundação e o parque ficará interditado até que os problemas sejam resolvidos. A Cidade da Criança ficará fechada nesta quarta-feira para manutenção, limpeza e avaliação dos danos causados pela chuva.

Por Renan Fonseca - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6188 dias no ar.