NOTÍCIA ANTERIOR
Bases móveis desagradam moradores
PRÓXIMA NOTÍCIA
Verão não terá calor infernal no ABCD
DATA DA PUBLICAÇÃO 15/12/2016 | Setecidades
Campanha do Papai Noel dos Correios entra na reta final
Campanha do Papai Noel dos Correios entra na reta final Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Sexta-feira é o último dia para os padrinhos entregarem os presentes das cartinhas enviadas para a campanha Papai Noel dos Correios. Até o momento, o Grande ABC registrou 5.481 pedidos dos quais 1.954 foram apadrinhados, o que corresponde a cerca de 35%. Em 2015, o número de correspondências adotadas foi de pouco mais de 31%.

“Nem todas as cartinhas são adotadas, mas todas as crianças que enviaram recebem um cartão assinado pelo Papai Noel. E mesmo se o endereço vier faltando informação, com pelo menos o nome da rua, o carteiro consegue entregar”, afirmou Ronald da Silva Cavalcanti, gerente de vendas dos Correios na região.

Na casa da consultora de TI (Tecnologia da Informação) Elisangela Silva Souza, 29 anos, de Santo André, há quatro anos uma força-tarefa é montada para que um número expressivo de crianças tenham um Natal mais feliz. Neste ano, ela e as duas irmãs, Kelly Alcantara, 37, e Eliane Silva, 30, apadrinharam 30 cartinhas. Como a maioria das correspondências tem mais de uma criança, na média, 50 pequenos serão presenteados.

“Saímos distribuindo para amigos, colegas de trabalho, famílias e quem não pode adotar contribui com uma vaquinha. O importante é que as cartinhas que pegamos não fiquem sem os presentes. Em 2015, minha irmã organizou o apadrinhamento de 50 cartas e consegui três bicicletas e vários patins, que são presentes com valores não muito acessíveis que, por vezes, ninguém adota”, conta Elisangela.

Quem contagiou a família foi a própria Elisangela, que adotou a primeira cartinha há seis anos. “Os principais pedidos são roupas e brinquedos, mas já peguei uma querendo um panetone.” Esse ano, ela escolheu duas cartas, somando quatro crianças. “Com R$ 400, comprei duas trocas de roupas completas e dois brinquedos para cada uma. Quem quiser ajudar, com menos de R$ 100 tem como fazer o Natal de uma criança mais feliz, basta ter querer ser solidário.”

A vontade da família de Santo André em ajudar o próximo veio de sua própria trajetória. “Uns anos atrás, nós dependíamos de ajuda para estudar, para se vestir e até para comer. Apadrinhar as cartinhas é uma forma de a gente retribuir todo o auxílio que nos foi dado durante alguns anos. Eu sei, por tudo que passei, que faz muita diferença esses pequenos gestos.”

Segundo Cavalcanti, a campanha dos Correios virou uma iniciativa da própria sociedade, que abraçou o projeto. “É uma esperança a mais para quem não tinha nada para receber no Natal e agora pode ter uma noite mais feliz.”

Ainda dá tempo
Quem pretende adotar uma cartinha ainda pode ir até as agências dos Correios participantes. Todos os presentes precisam ser embalados com o mesmo número de identificação da carta e entregues nos postos credenciados até esta sexta-feira.

Por Caroline Garcia - Diário OnLine
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6240 dias no ar.