NOTÍCIA ANTERIOR
Duas pessoas são assassinadas em Mauá
PRÓXIMA NOTÍCIA
A Cia Quartum Crescente é única instituição do Grande ABC indicada ao Prêmio ANU 2012-2013
DATA DA PUBLICAÇÃO 16/12/2012 | Cidade
Câmara de Mauá vota bloco de projetos e entra em recesso
Câmara de Mauá vota bloco de projetos e entra em recesso Vereadores que não se reelegeram fizeram discursos de agradecimento. Foto: Luciano Vicioni
Vereadores que não se reelegeram fizeram discursos de agradecimento. Foto: Luciano Vicioni
Vereadores precisaram de menos de uma hora para finalizar trabalhos

O Legislativo de Mauá encerrou os trabalhos na manhã desta sexta-feira (14/12) aprovando os últimos 28 projetos de lei de 2012. Outras quatro matérias foram engavetadas e só serão discutidas em fevereiro, quando se encerra o período de recesso dos vereadores. A maioria dos documentos analisados tratavam de mudança de nome de vias pública. Outros três projetos de lei do Executivo receberam a segunda e última aprovação da Casa. A tríade foi enviada às pressas pela Prefeitura na terça-feira (11/12), e contém uma alteração na lei que regulamenta o serviço de transporte público. O recesso segue até a primeira semana de fevereiro.

Os vereadores usaram menos de uma hora para finalizar os trabalhos. Após o encerramento da sessão, foi aberto espaço para os vereadores discursarem sobre o último mandato e, aqueles que não conseguiram se reeleger, agradeceram a população e funcionários de gabinete. O vereador Altino Moreira dos Santos (PRB), o pastor Altino, até recebeu rosas da esposa. Um dos funcionários de gabinete usou da tribuna por quase meia hora para elogiar o vereador.

Na terça-feira (11), os vereadores tiveram de votar mais de 70 projetos. O bloco era formado por proposituras engavetadas ao longo deste ano. O último expediente da Câmara foi acompanhado por funcionários de empresas que prestam serviço de transporte público. O grupo de trabalhadores esperava a votação final da propositura que altera a lei de concessão do serviço no município. O projeto revoga o artigo 18 da lei sobre a concessão dos transportes coletivos na cidade e, em situações emergenciais, autoriza a Prefeitura a descredenciar a prestadora do transporte coletivo e contratar qualquer empresa de ônibus, mesmo sem licitação, até que novo edital seja publicado.

Por Renan Fonseca - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6404 dias no ar.