NOTÍCIA ANTERIOR
Nota Paulista sorteia dois consumidores em R$ 200 mil
PRÓXIMA NOTÍCIA
Especialista orienta mulheres após vazamento de vídeos íntimos
DATA DA PUBLICAÇÃO 16/02/2017 | Cidade
Câmara de Mauá cobra ação contra Suzantur
Câmara de Mauá cobra ação contra Suzantur Foto: Denis Maciel/DGABC
Foto: Denis Maciel/DGABC
Presidente da Câmara de Mauá, Admir Jacomussi (PRP), afirmou ontem que encaminhará nos próximos dias ofício ao governo cobrando soluções “imediadas” diante de irregularidades encontradas no sistema de transporte coletivo do município. Conforme denunciado ontem pelo Diário, a Suzantur, operadora exclusiva do serviço desde agosto de 2014, tem descumprido cláusulas do contrato firmado junto ao Paço, incluindo frota menor de veículos e carros com ano de fabricação abaixo do exigido no edital.

Segundo o presidente da Casa, a expectativa é a de que, com o documento em mãos, o prefeito Atila Jacomussi (PSB) seja pressionado a agir rápido e acionar judicialmente a Suzantur a cumprir o que está previsto em contrato. “Se o edital fala, a empresa tem que cumprir. São dois anos e meio de operação na cidade. Já passou há muito tempo o período de adaptação. A Prefeitura precisa cobrar todos os itens irregulares”, avaliou o presidente.

Pai de Atila, o vereador declarou ontem que o sistema de transporte coletivo “necessita de uma profunda avaliação” por parte da Prefeitura. “O modelo anterior com duas empresas operando as linhas de ônibus gerava uma concorrência saudável e com isso os usuários eram os maiores beneficiados. Os problemas enfrentados hoje evidenciam falhas no sistema atual (de monopólio). Assim como o prefeito disse em campanha, é necessário rever tudo isso, mas a princípio precisamos cobrar a empresa a cumprir as obrigações contratuais.”

Após dois anos e meio de operação no município, a Suzantur tem colecionado no seu histórico série de polêmicas e irregularidades no gerenciamento no transporte coletivo de Mauá.

Ainda no início de sua operação na cidade, a empresa, comandada pelo empresário Claudinei Brogliato, foi acusada de descumprir edital que previa circulação de veículos novos em Mauá. Documento assinado na época pelo ex-prefeito Donisete Braga (PT) revelou a existência de coletivos fabricados antes de 2014, o que afrontava as regras contratuais. O problema, novamente, foi verificado ontem pelo Diário. Ao menos sete veículos fabricados em 2012 e 2013 seguem rodando pela cidade.

Não satisfeitos com o modelo atual, usuários relatam insatisfação com o serviço citando problemas no intervalo entre os coletivos e no sistema de bilhetagem, gerenciado pela Suzantur.

Desde quando assumiu a operação do transporte coletivo, a empresa já promoveu a extinção de uma linha de ônibus e a redução de itinerário em outras três. O fato gerou reclamações por parte de usuários.

O ingresso da Suzantur em Mauá é até hoje alvo de polêmica dentro da administração municipal. No início do governo do ex-prefeito Donisete Braga, em 2013, o petista descredenciou as concessionárias que atuavam no município, a Leblon e a Cidade de Mauá, alegando invasão no sistema de bilhetagem – o caso ainda é questionado na Justiça. Na época, o processo chegou a causar divergências dentro do próprio governo, já que o município tinha como padrão duas empresas no controle do sistema.

Por Daniel Macário - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6405 dias no ar.