NOTÍCIA ANTERIOR
Câmara de Mauá cogita escolher só efetivos em investigação contra Manoel Lopes
PRÓXIMA NOTÍCIA
32ª Festa Junina de Mauá começa nesta quinta-feira (23)
DATA DA PUBLICAÇÃO 22/06/2016 | Cidade
Câmara de Mauá adia decisão sobre comissão contra Manoel
A Câmara de Mauá decidiu adiar mais uma vez a abertura da investigação contra o vereador Manoel Lopes (DEM) por suposta prática de assédio contra uma servidora da Casa. A formação de comissão para apurar a denúncia, que ocorreria na sessão de ontem, ficou para hoje. A mesa diretora se reunirá às 9h para indicar os funcionários que vão compor o grupo.

O comando do Legislativo recuou da tese de escolher apenas servidores efetivos para a comissão para dar mais isonomia ao processo e decidiu nomear três funcionários concursados e dois comissionados – todos indicados pelos integrantes da mesa diretora.

O caso atrasou a sessão de ontem. Os parlamentares suspenderam os trabalhos por cerca de uma hora para debater sobre os rumos da investigação. Parlamentares relataram clima de tensão na reunião. Quando retornaram ao plenário, nenhum vereador falou sobre o assunto.

Internamente, parlamentares pró-Manoel defenderam que, por se tratar de denúncia contra um parlamentar, as investigações não poderiam ser conduzidas por servidores, mas somente pelos vereadores. O presidente do Legislativo, Marcelo Oliveira (PT), sustenta, porém, que a comissão “não investigará o vereador”, mas o ato em si. “Vamos fazer o que tiver de ser feito”, frisou o parlamentar.

Movimentos sociais protestaram contra os parlamentares pela não abertura imediata da comissão. Manoel Lopes nega as acusações, feitas pela auxiliar de limpeza Raquel Paula de Miranda em 2013 e arquivado pelo plenário à época. Ela acusa o democrata de lhe dar um “chupão na orelha”. Na esfera criminal, Manoel foi absolvido em primeira instância, mas há recurso em análise.

O pedido de reabertura da investigação foi feito pelo vereador Luiz Alferdo dos Santos Simão (PTdoB). Nos bastidores, especula-se que o parlamentar teria responsabilizado Manoel por vazar informação de que sua entidade, a Associação de Criadores de Pássaros de Mauá, é beneficiária irregular de área pública. Simão nega viés político.

Por Junior Carvalho - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6331 dias no ar.