NOTÍCIA ANTERIOR
Estado repassa mais de R$2,5 milhões para Mauá
PRÓXIMA NOTÍCIA
Mauá desenvolve a formação continuada para professores alfabetizadores
DATA DA PUBLICAÇÃO 26/05/2014 | Cidade
Bom Prato no Jardim Zaíra só deve sair em 2015
Bom Prato no Jardim Zaíra só deve sair em 2015 Donisete Braga recebeu Aildo Rodrigues Ferreira e Ceme Suaiden Júnior do Programa Bom Prato. Crédito: Roberto Mourão
Donisete Braga recebeu Aildo Rodrigues Ferreira e Ceme Suaiden Júnior do Programa Bom Prato. Crédito: Roberto Mourão
Mauá tem a incumbência de disponibilizar o local para implantação, com metragem mínima de 500 m². Dois imóveis já foram apresentados ao Estado.

Na manhã desta quinta-feira (22) o prefeito Donisete Braga recebeu em seu gabinete o coordenador e o diretor do Programa Bom Prato da Secretaria de Desenvolvimento Social do Governo do Estado. Além do coordenador Aildo Rodrigues Ferreira, e do diretor Ceme Suaiden Júnior, também participaram do encontro os secretários de Governo, Edilson de Paula, e de Segurança Alimentar, Marcos Filório.

Após ouvir explicações sobre os critérios técnicos que devem ser observados quanto à região e o próprio espaço físico para instalação do Bom Prato o prefeito lembrou, “a região do Zaíra, onde pleiteamos este equipamento, é praticamente uma cidade com mais de 90 mil habitantes e tem o diferencial de possuir um comércio muito forte. Isto garante uma grande circulação de pessoas diariamente que poderão se beneficiar do programa”.

Marcos Filório, secretário de Segurança Alimentar, explica que o modelo do Programa Bom Prato “requer parceria com o Governo do Estado para que o município e estado banquem o programa e o usuário pague somente R$ 1,00 pela refeição. É necessário parceria com uma entidade ou empresa”.

Os representantes do Governo do Estado foram enfáticos ao afirmar que “é necessário sermos extremamente criteriosos quanto ao cumprimento de todas as exigências técnicas. Uma das dificuldades é encontrar um imóvel que atenda todas as recomendações”, afirmou Ceme Júnior. “Se houver necessidade de adequação do imóvel, é por conta do município ou da empresa parceira que irá operar o programa”, completou o diretor.

O município tem a incumbência de disponibilizar o local para implantação, sendo que a metragem mínima é de 500 m². Dois imóveis, ambos localizados na Avenida Presidente Castelo Branco, foram apresentados aos representantes do Estado. Entretanto, ainda será necessária a vistoria pelos setores de engenharia e de nutrição.

Embora Mauá já tenha oficializado a sua intenção, Aildo Ferreira destacou que “é fundamental que o processo seja iniciado o mais rápido possível, todavia o funcionamento será somente no início de 2015”.

VIVA LEITE – Aildo Rodrigues também coordena o Programa Viva Leite e acenou com a possibilidade de aumento da quantidade repassada a Mauá. “Vamos aproveitar esta oportunidade e na reunião do Fórum de Segurança Alimentar mobilizaremos as entidades para recadastramento junto ao programa, e tentaremos a ampliação de cota para todos”, afirmou Marcos Filório.

Por PMM - Redação
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
25/09/2018 | CPTR oferece 20 vagas de emprego (25/09)
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6196 dias no ar.