NOTÍCIA ANTERIOR
Gripe suína já matou 30 pessoas no Grande ABC
PRÓXIMA NOTÍCIA
Prefeitura inicia obras do Poupatempo da Saúde
DATA DA PUBLICAÇÃO 25/9/2009 | Setecidades
Bairro tem de lidar com transtornos
Moradores do bairro tiveram de lidar com transtornos como falta de luz e trânsito congestionado por causa da movimentação das equipes de resgate.

A pedido do Corpo de Bombeiros, a AES Eletropaulo cortou o fornecimento de energia elétrica em 96 imóveis próximos à loja de fogos. O procedimento foi necessário para que as equipes trabalhassem nas buscas com segurança.

Além da presença de bombeiros, policiais, assistentes sociais e de helicópteros circulando, as famílias que moram próximas do local do acidente encontraram o trânsito tumultuado.

"Meu filho precisava levar minha nora ao hospital para ganhar nenê e havia vários carros em frente à minha casa. Tivemos de sair procurando os motoristas", contou o aposentado Gentil de Oliveira, 60 anos, morador da Rua Coroados. Oliveira explicou que o bairro é muito tranquilo e a agitação de ontem deixou a família nervosa.

Morador da Rua Coimbra, o administrador João Ferreira, 58, também reclamou do excesso de carros, situação atípica para a região. "O trânsito está muito confuso. Além do mais estou sem internet e TV a cabo provavelmente por causa disso. Ainda bem que a energia elétrica da minha casa foi restabelecida às 15h."

Os reflexos da explosão no trânsito foram percebidos até o início da noite. Entre 18h e 19h, os motoristas que passavam pela região da Vila Pires precisaram de paciência para enfrentar o tráfego pesado. As filas de veículo eram grandes, principalmente na Avenida Dom Pedro I, sentido bairro. "Aqui é sempre ruim nesse horário. Mas hoje está impossível", disse a gerente de vendas Helen Brandão, 27.

Outro problema no trânsito foi notado na Rua Coronel Seabra, distante três quadras do local do acidente. A fila de veículos fluía de forma lenta principalmente porque os motoristas passavam devagar pelo cruzamento com a Rua Sargento Cid para tentar ver o tamanho dos estragos causados pelo acidente. Não havia guardas de trânsito nos locais com congestjonamento.

"Tinha de ter alguém mandando o pessoal ir mais depressa", conta o auxiliar administrativo Deividson Costa, 24. "Quer saber o que aconteceu, vai pra casa ver na TV", reclama.

As ruas próximas à loja de fogos de artifício, bloqueadas pela Defesa Civil, não apresentaram problemas de tráfego, pois, por serem extritamente residenciais, só recebem trânsito local.

Por Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
22/1/2018 | Moradores de áreas de mata criticam desespero por vacinas
22/1/2018 | Festival atrai 16 mil pessoas no Riacho
19/1/2018 | Atrium Shopping abre inscrições para aulas gratuitas de xadrez
As mais lidas de Setecidades
17/1/2018 | Grande ABC registra primeira morte suspeita por febre amarela
18/1/2018 | Campanha de vacinação contra a febre amarela será antecipada no ABC
19/1/2018 | Adolescente negro relata racismo no Grand Plaza Shopping
As mais lidas no Geral
17/1/2018 | Mauá premiará quem pedir CPF na nota
18/1/2018 | Calendário PIS-Pasep 2017-2018: começa pagamento para nascidos em janeiro e fevereiro
17/1/2018 | Grande ABC registra primeira morte suspeita por febre amarela
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2018 - Desde 2003 à 5432 dias no ar.