NOTÍCIA ANTERIOR
Diadema e Mauá celebram aniversário com eventos tímidos
PRÓXIMA NOTÍCIA
Paralisação na Saúde foi decidida ontem
DATA DA PUBLICAÇÃO 09/12/2016 | Cidade
Atila diz que segurar cortes para 2017 é ‘'bom-senso'’ do Legislativo
Atila diz que segurar cortes para 2017 é ‘'bom-senso'’ do Legislativo Foto: Denis Maciel/DGABC
Foto: Denis Maciel/DGABC
O prefeito eleito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), admitiu ontem, durante anúncio parcial do futuro secretariado, que o projeto que prevê cortes drásticos no números de cargos comissionados do Paço, formulado pelo atual chefe do Executivo, Donisete Braga (PT), atrapalha as negociações com os partidos aliados em meio à concessão de espaço no novo governo para conquista de apoio na Câmara.

Para Atila, possível decisão de segurar a votação da proposta para o ano que vem seria “bom-senso” dos atuais vereadores. “Nosso diálogo não é com os atuais parlamentares, mas com os eleitos. Temos de respeitar a atual gestão. Mas o bom-senso diz isso, que deveriam esperar a virada de governo (para apreciar o texto)”, salientou o prefeito eleito, ao destacar que a preocupação principal com a reforma administrativa não é com a acomodação dos apadrinhados políticos. “A questão não é se o projeto vai impactar junto aos partidos, mas como vai influenciar no bom funcionamento da máquina pública a partir da próxima gestão”, disse.

Vereadores pró-Atila têm articulado, nos bastidores, a derrubada do projeto enviado por Donisete, às vésperas de deixar o comando do Paço. Aliados do prefeito eleito não veem com bons olhos o fato de a administração sofrer corte de pelo menos 412 cargos destinados à livre nomeação.

Logo que vazou a informação de que o projeto seria enviado à Câmara, assessores do socialista acompanham de perto com preocupação o avanço da tramitação da proposta, que ainda segue em análise das comissões de Justiça e Redação e de Finanças.

SECRETARIADO
Como havia antecipado o Diário, Atila anunciou ontem o nome de cinco figuras que integrarão seu futuro governo, formalizando o ingresso de quatro legendas para a base de apoio (PDT, PEN, PSD e PSDB): o ex-vice-prefeito e ex-prefeiturável Márcio Chaves (PSD) para a chefia de Saúde; a futura primeira-dama Andreia Rolin Rios no comando do Fundo Social de Solidariedade; o vereador eleito Chico do Judô em Serviços Urbanos; Valtermir Pereira no comando de Finanças; e Cláudio Donizeti (PDT) no controle da Segurança Alimentar.

Havia expectativa de o nome do presidente do PSDB local, Márcio Canuto, ser confirmado como secrétário de Meio Ambiente, mas o tucanato ainda tenta convencer o vereador Jotão (PSDB) a desistir de reivindicar o posto – quer viabilizar a subida do primeiro suplente, Renan Pessoa. O prefeito eleito evitou divulgar novos nomes, porém antecipou que deseja anunciar o restante do secretariado até o dia 21.

Por Junior Carvalho - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
As mais lidas no Geral
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6238 dias no ar.