NOTÍCIA ANTERIOR
Faltando sete dias para a Copa, amistosos agitam o mundo da bola
PRÓXIMA NOTÍCIA
Em '''cenário'' perfeito para causar boa impressão, Brasil pega Tanzânia no último jogo antes da Copa
DATA DA PUBLICAÇÃO 06/06/2010 | Esportes
Ataque sem gols em Copa deixa Brasil em alerta
Robinho, o único atacante que já disputou um Mundial, não marcou gols em 2006 Robinho, Luís Fabiano, Nilmar e Grafite. Para quem teve Romário e Ronaldo, o Brasil vai disputar a Copa com quatro jogadores que nunca tiveram o prazer de marcar um único gol na Copa do Mundo.

O ataque é inexperiente em Mundiais. E vai pagar o preço. A ansiedade desses atacantes já seria muito grande. Ainda mais mantendo o desempenho fraco dos treinamentos. Eles sabem que são questionados. Cada um enfrenta a situação de uma maneira diferente. Robinho se diz pronto.

- Eu sinto que posso ser 'o cara' da Copa. Me preparei para isso. Estou focado em fazer o que puder para que o Brasil marque os gols que precisa. Estou chegando na Copa do Mundo da melhor maneira possível. Estou experiente, pronto.

Já Luís Fabiano fala na artilharia.

- Meu sonho é ser sim artilheiro da Copa do Mundo. Com quantos gols? Ah, se der para marcar um por jogo, chegarei a sete. Sete é um bom número. Nestes últimos anos só tenho pensado na Copa do Mundo. Quero muito ter a sensação de marcar aqui na África. Quero muito.

Grafite é mais humilde. Sabe que será reserva.

- Eu só fico pensando se eu conseguir marcar os gols que fiz na Alemanha aqui na Copa do Mundo.

Essa ansiedade é latente, fácil demais para perceber. Em cada entrevista, as mesmas expessões nervosas. Mesmo Robinho está diferente, travado. É como se entedesse que as brincadeiras o atrapalharam a ser levado a sério. Por isso, sem exageros na coletiva.

- Eu estou muito focado. Quero fazer uma grande Copa do Mundo. Foi muito ruim a maneira com que o Brasil foi eliminado da Copa da Alemanha. Lá eu não pude contribuir como tinha condições de fazer. Agora, não. Sou titular, quatro anos mais velho, sei que posso ajudar muito a Seleção. Quero sentir como é marcar um gol pela Seleção.

Luís Fabiano disse que observou muito seus antecessores. E quando olhava, torcia para ter um futuro tão marcante quanto.

- Quem não vibrou com os gols do Romário, do Ronaldo? Eu não sou diferente. Estou na competição mais importante do mundo. Jogando pela melhor seleção do mundo. Eu sei qual é a minha obrigação. O que todos esperam de mim. E eu tive um problema muscular na coxa esquerda, ainda no Sevilla Melhorei bastante e vou chegar na Copa do Mundo como eu preciso. O trabalho físico que fiz foi excelente. Estou me soltando aos poucos. Não vejo a hora da estréia contra a Coréia do Norte.

Seguindo a cartilha de Dunga, os quatro não vão poder reclamar da fonte, de quem pode definir se eles terão ou não o prazer de marcar um gol na Copa: a armação do Brasil. Por mais que Luís Fabiano e Robinho estejam sacrificados com o péssimo lado físico de Kaká, a dupla não assume. Robinho desconversa.

- É uma questão de tempo. O Kaká está melhorando a cada dia. Vamos todos chegar bem na Copa do Mundo. Preparação é assim mesmo.

Agora resta esperar para ver o resultado desta ansiedade, desta preparação. O Brasil entrar para a Copa com quatro jogadores que nunca marcaram em Mundiais é mais raro do que ver Kaká fazer uma boa jogada nos treinamentos aqui em Johannesburgo

Por Cosme Rímoli - R7, em Johannesburgo
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Esportes
21/09/2018 | Tite convoca Pablo, Walace e Malcom para duelos contra Arábia Saudita e Argentina
20/09/2018 | Real Madrid atropela a Roma por 3 a 0 e inicia bem a luta pelo tetracampeonato
18/09/2018 | Jogador de vôlei que jogou em Santo André é encontrado morto na Espanha
As mais lidas de Esportes
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6771 dias no ar.