NOTÍCIA ANTERIOR
Conselho Tutelar de Mauá recebe dois novos veículos da Prefeitura
PRÓXIMA NOTÍCIA
Setembro será o ''mês do ataque'' na campanha em Mauá
DATA DA PUBLICAÇÃO 26/08/2008 | Cidade
Aprendizado em meio à natureza
A poucos minutos do movimentado Centro de Mauá, uma agradável surpresa: é possível aprender de forma divertida cultura, história e biologia, em meio a extensas áreas de Mata Atlântica preservadas, com suas ricas flora e fauna. Tudo em clima de fazenda. Essa é a fórmula diferenciada do Hotel Estância Santa Luzia, uma área de 606 mil m², sendo 250 mil m² de área construída.

Para cada direção que se caminhe no hotel, que não por acaso tem como símbolo um beija-flor, há uma nova atração. Antigo e moderno convivem para entreter. O circuito museológico reúne preciosidades sobre história natural; o cinema exibe filmes recentes; uma oca em tamanho natural transporta o visitante ao modo de vida indígena; até uma réplica de uma botica (a antiga farmácia) pode ser vista de perto; além de centenas de antigüidades - do telégrafo aos primeiros telefones móveis.

O dia ainda pode terminar em festa na danceteria ou no autêntico salão country, com espaço para música ao vivo. A variedade é tamanha que um dia não basta para conhecer e desfrutar tudo.

"O visitante não irá apenas se divertir, vai adquirir cultura também. Mantemos o diálogo com as escolas e montamos projetos a cada período para acompanhar o que os alunos estão aprendendo em sala de aula", diz a administradora Ana Paula Tortorello Ribeiro.

Em abril, por exemplo, por ocasião do Dia do Índio, uma família indígena foi trazida para dar apoio ao programa educacional. Este mês os monitores trabalham com o tema olimpíada. Além de aprender um pouco mais sobre as modalidades, os visitantes se deparam com elementos que remetem à China, como a réplica de um templo.

Para se ter uma idéia da exuberância da fauna do espaço, é possível organizar expedições de observação a pássaros ou a animais noturnos. Há, por exemplo, uma verdadeira tribo de sagüis que habita o local, com cerca de 50 indivíduos.

No total, o Hotel Estância Santa Luzia abriga o Museu Fluir (sobre a água), o Centro Cultural de Transporte e Comunicação, o Centro Cultural Brasil e o Centro Indígena.

O conhecimento vem acompanhado de lazer para todas as idades. No local, há tudo o que se espera de um grande complexo - piscinas, quadras, salões de jogos e cinco restaurantes.

Se a opção for simplesmente relaxar há desde saunas a um belo redário cercado de muito verde e belos lagos.

Hoje, além de hospedagem e de day camp para grupos (o grande público são o infantil e o da melhor idade), o espaço recebe confraternizações de empresas, principalmente nos últimos meses do ano. Adquirindo um passaporte, é possível passar o dia no Estância Santa Luzia.

Ao vivo e em cores

Assim como a natureza, a parte cultural também é de encher os olhos no Hotel Estância Santa Luzia, em Mauá. Os equipamentos de cultura dialogam o tempo todo com as características muito bem marcadas da Mata Atlântica preservada.

Exemplo é o Centro Indígena, que remonta à uma oca em tamanho natural. Os objetos são autênticos e podem ser encontrados também no Museu Brasil. "Mas aqui todos podem tocar os objetos", diz o coordenador cultural Ronaldo Morais. Ele é biólogo com especialização em museologia.

Dentro do Museu também estão disponíveis alguns elementos da cultura tupiniquim, como casas caipiras, boticas antiqüíssimas (com livros de receitas original) e uma curiosa coleção que conta com todas as cédulas das dezenas de moedas que o País já adotou.

O Museu do Transporte e da Comunicação dispõe de gratas surpresas para os amantes das artes dos sons e da música. Ali há exemplos de antigos rádios e televisores. Uma vitrola à manivela ainda em funcionamento emociona ao rodar antigos discos em 78 rotações, como um LP de Francisco Alves.

Destaque também para a salinha de cinema que ainda dispõe do antigo projetor e de rolos e rolos de filmes. Agora, esses objetos, embora em funcionamento, vão ficar para visitação, já que os filmes serão exibidos em suporte DVD.

No setor de transportes uma linha do tempo se divide entre réplicas em tamanho real de proas de navio e um bonde, ambos construídos em madeira. Uma carruagem original também figura no local. Flanando sobre a área externa, uma interessante réplica do 14 Bis de Santos Dumont, com informações sobre aviação colocadas ao alcance dos olhos.

O Museu Fluir é o menor, mas conserva a característica interativa. A trilha da água é mostrada de maneira bastante lúdica: apenas por meio da forração no teto do prédio, o local passa a sensação de aquecimento e resfriamento. Nesse ambiente também foi instalado um diorama que mostra aves brasileiras que vivem perto da água, uma doação do Zoológico de São Paulo.

Diversão em grupo

Parada obrigatória no Hotel Estância Santa Luzia, em Mauá, é o Criadouro Conservacionista, que abriga algumas espécies de animais. O minizôo tem um tigre-de-bengala, um jacaré-do-papo-amarelo, iguanas, tartarugas (incluindo semi-aquáticas), um casal de quatis, além de uma família de oito macacos-prego, um bugio macho e diversos sagüis.

Outros bichos, como a fêmea de sapo-cururu Suzy e a jibóia Esmeralda, são coadjuvantes do carismático coordenador cultural Ronaldo Morais, biólogo especializado em Museologia, durante a Hora Animal. Nesse momento Morais mistura conhecimentos de Zoologia, História e até na arte da viola, que dedilha durante a divertida aula.

Exercícios - Nessa época do ano em que os dias passam a ficar mais quentes, o grande atrativo é o parque aquático, que conta com toboágua, além de piscinas infantil, coberta e aquecida.

Nessa área há vestiários, fraldário e enfermaria. Também é possível fazer trilhas, dançar em uma discoteca, jogar boliche, se divertir em um touro mecânico e desfrutar de um dos cinco restaurantes do local.

Como herança dos tempos em que foi escolhido como o Centro de Treinamento do São Caetano, no início dos anos 2000, o Estância oferece um bem-cuidado campo de futebol oficial. Há também a versão society, quadra de tênis e academia.

O sistema de hospedagem não funciona por diárias, e sim por reserva de grupos. O hotel dispõe de 24 suítes com duas camas de solteiro e uma de casal. Dessas, 16 são completas, com televisão e frigobar e custam R$ 90. As mais simples são R$ 5 mais baratas. O valor inclui refeições.

O visitante ocasional também é bem-vindo. Mediante a compra de um passaporte no valor de R$ 25, que inclui refeições (quem optar por levar comida para fazer piquenique em área aberta paga preço um pouco menor: R$ 20, o almoço avulso custa R$ 10), pode-se desfrutar da estrutura do local e das atividades culturais e de lazer monitoradas.

Há opções ainda para o meio day camp cultural ou recreativo, que custa R$ 18, e pode ser realizado pela manhã ou à tarde e dá direito a um lanche. Para aproveitar bem o dia, o ideal é chegar no horário de abertura do parque, às 9h.

Hotel Estância Santa Luzia - Estrada do Pilar, 950, Mauá. Tel.: 4576-2595 e 4576-3947. Aberto de terça-feira a domingo, das 9h às 16h30. Estacionamento no local.
Site: www.estluzia.com.br.

Por Ângela Corrêa - Diário do Grande ABC / Foto: Fernando Dantas
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6440 dias no ar.