NOTÍCIA ANTERIOR
Eletrodomésticos ficam cada vez mais inteligentes
PRÓXIMA NOTÍCIA
Após ''iPobre'' e HiPhone, chineses lançam SpeedPad
DATA DA PUBLICAÇÃO 29/03/2010 | Tecnologia
Aparelhos de posicionamento global vão além de mostrar o melhor caminho
Os aparelhos de posicionamento global (GPS) para veículos se popularizaram bastante e tiveram seus custos reduzidos nos últimos anos. Para auxiliar o leitor interessado na compra de um aparelho novo, o G1 procurou testar os aparelhos da maneira mais realista possível e se colocou no lugar do usuário, fazendo testes em campo em situações reais. Nesta reportagem você pode conferir o resultado.

Aparelhos testados:

– Garmin Nuvi 205
– Tomtom XL
– Aquarius Discovery Channel
– Airis E430/P500

Apesar da tela de 3,5 polegadas do Nuvi 205, os ícones são grandes e de fácil visualização e o controle de brilho permite que se veja a tela mesmo em condições de muito sol. A sensibilidade ao toque não deixa a desejar, com pronta resposta.

O modelo da Aquarius possui um fotômetro que ajusta de maneira automática a intensidade do brilho do visor de acordo com a luz do ambiente.

Com processadores de 333 a 500 MHz, a resposta ao zoom foi muito boa e, mesmo na configuração de exibir o mapa com maior nível de detalhe, todos montam a tela numa velocidade bastante razoável. O recálculo de rotas também acontece rapidamente.

Sinal
Nenhum dos modelos testados teve problema para pegar o sinal e apontar a localização. Em menos de dois minutos todos já tinham se achado. Esse tempo é excelente, dado que em muitos casos pode-se levar de cinco a 15 minutos, o que é ainda é considerado normal.

Com o céu limpo e nublado não houve problemas com a recepção. De qualquer forma, é recomendado ficar parado até ele reconhecer os satélites, tarefa que pode demorar muito mais se estiver em movimento ou embaixo de árvores.

Digitando o destino
Alguns teclados virtuais para GPS clareiam (e tiram atenção) das teclas que não formam parte do endereço definido como destino. Isso facilita bastante na hora de digitar na tela, principalmente em movimento. No Nuvi, porém, 205 isso não acontece. Elas ficam lá todas acessas até ser possível "adivinhar" o endereço e ser exibida uma lista dos mais prováveis.

No Aquarius e no Airis, na hora de teclar o endereço de destino, somente os caracteres possíveis à formação dos nomes das ruas é que ficam acesos. Isso facilita a digitação e reduz a chance de teclar uma letra errada.

No Tomtom, além de se possível escolher o tamanho, grande ou pequeno, ainda tem a opção de modo: ABCD, QWERTY ou AZERTY. Certamente agradará a todos os públicos, desde aqueles que não fazem a menor ideia da disposição das teclas àqueles que já se acostumaram ao QWERTY nosso de cada dia.

Calculando a rota
No Tomtom, se o destino for selecionado quando o aparelho está numa área sem sinal, como dentro de casa, por exemplo, não é possível calcular a rota. Para conseguir isso, é necessário usar o recurso de cálculo de itinerário e definir o destino como ponto de passagem e mandar concluir. Muitas voltas pra uma coisa simples. Para compensar, ele avisa se na rota existe pedágio e pergunta se quer evitá-lo. Aconselha-se cautela, pois, dependendo da região, a rota alternativa pode ser tornar extremamente longa e mais custosa.

No Nuvi acontece o mesmo. Para traçar o destino nesse caso, é necessário habilitar o "Simulador GPS", que calculará a rota e fará uma simulação do trajeto. Nos demais, com o software da Nav N Go, isso não acontece.

O tempo de cálculo em todos os modelos testados é bom. Para percursos urbanos de vinte ou quarenta quilômetros é quase imediato, e mesmo para distâncias de 200 km ou mais, não é enfadonho esperar pelo processamento.

Todos os modelos contam com a opção de voz em português do Brasil, apesar de português de Portugal aparecer nos títulos de algumas funções. Um recurso interessante do modelo da Tomtom é o de poder escolher vozes além das convencionais. Um bom exemplo disso é a voz de um gaúcho, que fala: -"Bah! Chegastes a teu destino, tchê. Trouxeste a carne?". É possível que com o tempo, enjoe, mas ao menos você curtiu a brincadeira e, a qualquer momento, pode alterar para a voz que quiser, inclusive para outro idioma.

Radares
O modelo Nuvi 205 não conta base de radares.

O Tomtom, passando pelo caminho que vai da Zona Sul para a Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, apesar de três pardais bastante conhecidos e estarem na via há tempos, não alertou sobre a presença deles. Porém, os da orla da Zona Sul foram reportados em sua maioria.

Entretanto, na tela do mapa do modelo XL, fica um botão para adicionar radares que não estejam previamente cadastrados. Assim, com um simples toque, ele marca o local do radar e pergunta qual o tipo: fixo ou móvel. Dessa forma, alertará na próxima vez que passar pelo mesmo ponto.

Aquarius e Airis não erraram um radar, mesmo os móveis, com um porém: nem sempre a velocidade máxima informada pelo GPS correspondia à do radar. Ainda assim, ambos também têm opção de adicionar (ou editar) manualmente qualquer radar que for encontrado pelo caminho, não tão facilmente como no Tomtom.

A partir da publicação da Resolução 242/2007 do Contran, passou a ser autorizado o uso de geradores de imagem cartográfica com interface de geo processamento (GPS).

Consultado sobre o aviso de radares, o Denatran informou que "(...) o equipamento não identifica o radar, e sim, longitude e latitude de um determinado ponto especificado pelo o usuário. Não há nada que proíba o mapeamento dos trajetos das vias, que possua ou não fiscalização eletrônica."

Um detalhe que, por vezes passa despercebido, é como se dá uma instrução para entrar nesta ou naquela rua. É interessante falar primeiro a quantos metros vai se dar a manobra para, depois, falar se é à esquerda ou à direita que se deve entrar. Isso evita que o motorista se confunda e ache que o "entre à direita" é agora, e não a 300 metros, por exemplo. Felizmente, todos os softwares dos aparelhos têm essa boa prática de falar primeiro a quantos metros se dará a conversão.

Porém, no Nuvi, caso seja necessário virar logo para um sentido após o outro, ele dá a informação rápido demais, na mesma frase: "vire a direita, vire à esquerda". Se houvesse ao menos um "depois, vire à esquerda", evitaria-se a dúvida do motorista que pode achar que a informação está sendo repetida ou corrigida.

Também, no Nuvi, houve uma ocorrência em que a informação no mapa indicava o caminho certo, mas a voz informava outro caminho. Então é importante observar a tela pra ver se realmente "as ideias correspondem aos fatos".

Pra compensar, o modelo da Garmin foi o único que considerou que a Rua Raimundo Corrêa em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro, já foi conectada com a Av. N. Sra. de Copacabana (algo que ocorreu há mais de um ano). Todos os outros, mesmo atualizados, ainda mostram que é uma rua sem saída e sugerem outro trajeto, mais longo, por conta disso.

Para casos como esse, o Tomtom tem uma função bastante interessante: a possibilidade de editar o mapa. Bloquear ou desbloquear uma rua; inverter a direção do tráfego; alterar as restrições de direção e a velocidade da via e até mudar o nome das ruas, tudo pode ser feito diretamente no aparelho, sem esperar por futuras atualizações.

Tudo pela economia
Um diferencial no software do Nuvi é a opção EcoRoute, onde pode-se informar o valor do combustível e o consumo médio do veículo e o programa irá estimular uma condução econômica e informará, ao final do percurso, o gasto total estimado em reais.

Esse recurso vai além de simplesmente informar a rota mais econômica, ele desafia o motorista a dirigir economicamente e mostra o quanto ele está gastando por quilômetro rodado.

Navegação
O Aquarius e o Airis, com software baseado no I Go da Nav N' Go, possuem um recurso bem interessante que é o de alternar para o modo noite quando entra num túnel, voltando ao modo normal (dia, se for o caso) após sair. Se os túneis forem extensos e sem sinal GPS em seu interior, o programa simula o deslocamento baseado na velocidade que você estava na hora da entrada.

Apesar de maior que os modelos de 3,5 polegadas, o Aquarius Discovery não pesa muito na hora de carregar, por ter um design mais fino.

Por ser pequeno, ligeiramente maior que um celular e menor que um smartphone, ao sair do carro o usuário poderá levar o Nuvi 205 consigo, no bolso, sem ser incomodado pelo volume.

Facilidades
O software do GPS Garmin é bastante intuitivo e simples de usar. É voltado para quem só quer saber como chegar a algum lugar. Para aquelas pessoas que não precisam, não gostam, ou não querem entender os recursos mais avançados, o modelo Nuvi 205 dá conta do recado e é uma boa opção.

O mesmo acontece com a versão E430 do Airis, chamado de Easy (fácil), que é voltada para usuário que quer ir direto ao ponto e não quer se distrair com recursos mais avançado. O E430 exibe na mesma tela as opções de rota fácil, econômica, curta ou rápida, tornando a comparação bastante simples de ser visualizada.

No Tomtom, uma das facilidades é o suporte para o para-brisa. Ele é acoplado diretamente no aparelho e é dobrável, com ajustes para cima ou para baixo e para os lados, com fácil fixação e sensação de estabilidade. Também é possível retirá-lo da traseira do aparelho para não atrapalhar ao carregar no bolso, por exemplo.

No Nuvi205, além de mostrar as rotas, ainda é possível usar o GPS como calculadora, conversor de unidades, visualizador de imagens ou como relógio mundial.

Para usuário avançados, a versão de cinco polegadas (P500) do Airis, com suporte a bluetooth, também conta com entrada de vídeo. Dessa forma, é possível conectar a câmera de ré do veículo ao aparelho, ou ainda o DVD player, sendo que o som, ficaria por conta do player, pois GPS não tem entrada de áudio, apenas saída. De qualquer forma, se a ideia é entreter os passageiros, é possível carregar seu SD Card com músicas e filmes. A quantidade vai depender só da capacidade do cartão de memória.

O Aquarius tem bluetooth também na versão com tela de 4,3 polegadas, além de computador de bordo; media player – inclusive com suporte a filmes em DivX –; visualizador de imagens e jogos. O aparelho funciona como um centro de entretenimento para os passageiros, contando ainda, com saída para fone de ouvido.

Navegação em 3D, MP3 player, visualizador de fotos e jogos são alguns dos recursos do E430. (Foto: Divulgação)

Para transferir as músicas, filmes e fotos, basta conectá-lo ao PC. No entanto, é importante ressaltar que, por possuir o Windows CE Net na versão 6.0 como sistema operacional, é provável que o ActiveSync no Windows XP não o reconheça. Recomenda-se usar o Windows Mobile Device Center no Vista ou no 7.

Pontos de Interesse (POI) e atualizações
O destaque dos modelos da Airis são os pontos de interesse do Guia da Semana onde é possível encontrá-los qualificados e categorizados nas principais capitais brasileiras.

No TomTom, você consegue obter as atualizações feitas pelo usuários. Então, sempre que alguém corrigir uma rota, ou sentido da rua, você também irá receber essa atualização gratuitamente. A TomTom oferece a última atualização do mapa de graça: quando o cliente compra o aparelho, tem 30 dias para obter o mapa mais atual, independentemente do tempo em que o aparelho tenha ficado na loja.
Se você gosta de muitos recursos e não quer esperar atualizações do fabricante, com o modelo XL do Tomtom é possível fazer na hora as alterações no mapa e, só depois, compartilhar com outras pessoas as suas modificações.

O Aquarius também é uma boa opção para quem se interessa por saber o que tem por perto do seu destino ou no caminho. Conta com cerca de um milhão de pontos de interesse (POIs), espalhados por todo o Brasil. As atualizações de radares são gratuitas, porém, para os mapas, é cobrado R$ 199,00 por atualização anual.

A Garmin oferece atualização gratuita por 1 ano, através de download no site www.autoguiagps.com.br. O usuário conta com novas versões a cada 20 dias.

Condições do trânsito
Hoje, cerca de 80% dos equipamentos vendidos no Brasil têm suporte para o serviço de TMC (condições do trânsito), porém todos necessitam de uma antena receptora deste sinal.

Atualmente apenas uma empresa vende esse serviço em SP e no RJ, mas não são informações oficiais e sim conteúdo coletado pelas rádios de trânsito das cidades, que elas transmitem aos receptores (antena TMC) acoplados aos GPS.

Entenda seu perfil para fazer a escolha certa
Por fim, antes de adquirir um GPS é importante avaliar quais os recursos você mais precisa para, então, escolher o melhor modelo que se adeque ao seu perfil de uso. Há quem use somente por causa do aviso dos radares e não se importa que tenha bluetooth ou jogos.

Quem tem crianças e costuma viajar com frequência, um aparelho que reproduza filmes, música e venha com mais opções de entretenimento, é mais indicado. Também é importante ficar de olho na política de atualizações de mapas, POIs e radares.

Por Gabriel dos Anjos - G1, no Rio
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Tecnologia
21/09/2018 | Brasileiro fica quase 3 horas por dia assistindo a vídeos online; aumento foi de 135% em 4 anos
19/09/2018 | Sony anuncia PlayStation Classic, versão mini do PS1 com 20 jogos na memória
18/09/2018 | A curiosa razão por que o relógio sempre marca 9:41 nos anúncios da Apple
As mais lidas de Tecnologia
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6331 dias no ar.