NOTÍCIA ANTERIOR
Casas Bahia inaugura loja em Santo André
PRÓXIMA NOTÍCIA
Ponto Frio contrata 1.500 temporários para o Natal
DATA DA PUBLICAÇÃO 30/11/2008 | Economia
Amigo-secreto impulsiona comércio de fim de ano
As confraternizações tradicionais marcam o final do ano e o bolso dos comerciantes do Grande ABC. O típico amigo-secreto impulsiona as vendas nos últimos meses em cerca de 15%. Geralmente, os presentes para o colega oculto variam entre R$ 15 e R$ 200.

"Cerca de 70% das nossas vendas são destinadas aos presentes de amigo-secreto", conta a proprietária da loja Água de Cheiro do ABC Plaza Shopping, Mariene Figueredo. "Para os indecisos, a linha de perfumes e cosméticos é a saída. Além disso, os produtos têm preços convidativos: um hidratante efervescente de morango sai por R$ 13,90", brinca.

Também do segmento de cosméticos, a unidade do Contém 1g do shopping, aproveita a ocasião para colocar produtos em liquidação. "É mais um ‘chamariz''. As vendedoras, que também são maquiadoras, montam o kit de acordo com as características da pessoa que será presenteada", conta a assistente dos franqueados, Giuliane Mendes.

A marca Antídoto Cosméticos sempre prepara as lojas para essa ocasião. Prova disso são os diferentes kits que combinam óleos, sabonetes, sais e xampus. "Os valores vão de R$ 10 à R$ 200, atendendo as necessidades de cada cliente", explica Cristiane Müller, gerente da loja do Shopping ABC.

"Para este Natal, esperamos repetir a demanda do ano passado, quando foram vendidos mais de 15 vales-presente, que são pacotes de beleza e estética, como presente de amigo-secreto - que custam entre R$ 64 e R$ 250", destaca Wilson Roberto Goso, gerente do centro de estética Elite, único na região, instalado no Shopping ABC, em Santo André.

Segundo a empresária Thuanny Duarte Costa Novellino, a confraternização de fim de ano aumenta em até 15% as vendas da Puket (rede de lingeries, pijamas, meias, sapatos e outros itens), instalada no ABC Plaza, em Santo André, que oferece opções de R$ 24,90, para sapatilhas.

Outra possibilidade que parece fazer sucesso na hora da escolha do presente são os chocolates. Segundo o proprietário da unidade da Cacau Show, do ABC Plaza, Charles Bolivar, os presentes fazem com que as vendas cresçam até 10%. "Em dezembro, as vendas em razão dos amigos-ocultos aumentam substancialmente. Por exemplo, nesta época em 2007 vendemos mais de 60 vales-presente. Na loja, temos vales nos valores de R$ 30, R$ 50, R$ 70, R$ 100 e R$ 150.

Os presenteados vêm sempre ansiosos escolher exatamente o que querem ganhar", explica Jacqueline Mendes, gerente da Le Postiche, do Shopping ABC.

A gerente da loja Guaraná Brasil, Leide Regina Garcia, conta que já notou aumento no movimento de clientes que pesquisam presentes para amigo-oculto. "Nossa expectativa é de ultrapassar o patamar de mais de 100 peças vendidas".

Pensando na ocasião, o Shopping Metrópole, de São Bernardo, criou o cheque-presente nos valores de R$ 25 e R$ 50, que pode ser adquirido nas lojas Hering, Mister Paper ou ainda na administração do complexo, para que o presenteado troque por qualquer produto em uma das lojas participantes do programa.

"Notamos em algumas lojas que há funcionários que foram treinados especificamente para atender pessoas que têm dúvidas na hora de escolher o presente de seu amigo-secreto", conta Ariane Oliveira, gerente de marketing do Mauá Plaza Shopping. "É mais uma oportunidade de venda", completa.

Bares lucram com reservas

No momento de revelar o amigo-secreto os bares e choperias do Grande ABC são as principais opções. Prova disso, é o Bar Figueiras, em Santo André, que está com quase todas as reservas fechadas. "Esse evento representa aumento entre 30% até 45% no consumo. São grupos de até 30 pessoas. O pessoal até esquece da crise", conta Washington Moura, gerente do estabelecimento.

No Fonte Leone Bar, também em Santo André, as reservas já são procuradas. "O público aumenta em média 40%", diz o gerente Miro Batista.

Nos estabelecimentos em São Bernardo não é diferente. O Pimenta Bar está com as mesas esgotadas para os dias 12 e 19 de dezembro. "Em média, atendemos 80 grupos, o que representa um acréscimo de 50% no faturamento. Apostamos nos pacotes, onde por três horas as pessoas consomem à vontade. Além disso, temos DJ na casa, o que leva o pessoal para a pista", conta o gerente Orlando Paiva.

Segundo Paulo Paschoalini, gerente do Liverpool, as reservas só não são maiores por falta de espaço físico. "Temos 250 reservas".

O Intercontinental, de São Caetano, registra alta de 30% no faturamento, segundo o gerente Adailton Alves. "Normalmente atendemos grupos de empresas, shoppings, faculdades", diz.

Por Tauana Marin - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Economia
25/09/2018 | Operação mira sonegação de R$ 100 mi de grupos cervejeiros e cerca Proibida
25/09/2018 | Greve na Argentina cancela voos no Brasil nesta terça-feira
25/09/2018 | Demanda por GNV aumenta até 350% após alta na gasolina
As mais lidas de Economia
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6199 dias no ar.