NOTÍCIA ANTERIOR
Injustiça com as próprias mãos
PRÓXIMA NOTÍCIA
Região mira observatório ambiental
DATA DA PUBLICAÇÃO 13/06/2017 | Setecidades
Adolescente terá tatuagem removida por meio de laser
Adolescente terá tatuagem removida por meio de laser Foto: Nario Barbosa/DGABC
Foto: Nario Barbosa/DGABC
O adolescente de 17 anos de São Bernardo vítima de tortura e que teve a testa tatuada com a frase ‘Eu sou ladrão e vacilão’ após suposto roubo de uma bicicleta, recebeu, ontem, a notícia de que poderá remover, pelo menos do corpo, as marcas da violência. O processo de laserterapia, que demandará de oito a dez sessões, será oferecido via SUS (Sistema Único de Saúde) por meio de parceria entre a Prefeitura e a FMABC (Faculdade de Medicina do ABC).

O procedimento não vai trazer custos à família e, conforme a FMABC, uma consulta será agendada com o rapaz, ainda nesta semana, para a definição do procedimento, como o tipo de laser e a quantidade de sessões. Em média, o processo demanda de oito a dez procedimentos de aplicação de laser, feitos a cada 30 dias.

A iniciativa foi comemorada pela mãe do jovem. Vania Aparecida Rosa Rocha, 34. Ela reiterou que toda ajuda é bem-vinda. “Ficamos felizes com a ligação do prefeito Orlando Morando (PSDB), que nos ofereceu ajuda para a remoção da tatuagem. Até porque nós precisamos de auxílio para isso e para o tratamento dele das drogas. Ontem (domingo), não tinha nada para comer na geladeira na casa da avó dele”, observa.

Conforme o secretário de Saúde de São Bernardo, Geraldo Reple Sobrinho, após as sessões com o laser poderá ser necessária cirurgia plástica. “Caso ele precise de cirurgia plástica, ela deve ser realizada na rede de São Bernardo. Às vezes, não se consegue remover tudo (com o laser), sendo a cirurgia necessária”, diz.

Segundo informações da FMABC, pelo fato de o pigmento da tatuagem do menor ser escuro, na cor preta, a remoção tem expectativa de ser mais fácil. Conforme a faculdade, há menor resistência ao procedimento por parte das tintas escuras do que as de coloração verde e vermelha, por exemplo. A pigmentação amarela é a mais difícil de ser removida.

O secretário destacou ainda que outro objetivo é retomar o acompanhamento psicossocial do jovem, interrompido no ano passado. A previsão é a de que uma equipe do Caps (Centro de Atenção Psicossocial) Infantojuvenil faça uma visita ao menor hoje. “No fim do ano passado, a avó pediu transferência porque eles iriam se mudar. Nós vamos dar todo o suporte. Anteriormente ao caso já foram feitas visitas para tentar trazê-lo de volta.”

Repli observa que o adolescente respondia bem ao atendimento no segundo semestre de 2016. “Com a redução de danos, no momento em que ele pega o tratamento efetivo, ele tem uma boa redução. A família fala na necessidade da internação, mas, seria interessante conseguir trazê-lo de volta ao Caps. E ele parece disposto a fazer o tratamento.”

O intuito é que, com o retorno do jovem ao serviço de Saúde, ele também possa volta à escola, já que parou de estudar no Ensino Fundamental. Outra ideia é que ele seja encaminho a uma capacitação para ocupação profissional. “Normalmente acontece essa busca quando ele começa a se desintoxicar e a acompanhar o tratamento. A ideia é que ele volte a estudar e a crescer. É um tratamento que exige uma equipe robusta e bem preparada, e isso a gente tem”, considera o secretário.

Na tarde de ontem, o adolescente realizou exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico-Legal) da cidade. Segundo a mãe, ele ainda está assustado com a repercussão do caso. “Nós agradecemos todas as pessoas que estão nos ajudando e estamos analisando as possibilidades ofertadas. Não dispensamos nenhuma ajuda”, afirma.

Amigos fazem vaquinha para tatuador

Amigos e familiares do tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27 anos, responsável pela inscrição na testa do adolescente de 17 anos, iniciaram campanha para arrecadar dinheiro e arcar com os custos de advogado. Até a noite de ontem, haviam sido arrecadados R$ 5.000. Ele e pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, 29, seguem presos no CDP (Centro de Detenção Provisória) de São Bernardo.
“Nós temos de pagar R$ 19 mil para o advogado e ele pediu R$ 6.000 de entrada. Muitas pessoas estão comovidas e tomando um lado”, destaca o músico Elton Júlio, 38, um dos responsáveis pela campanha.

Conforme informações de amigos, um pedido de habeas corpus deve ser apresentado hoje à Justiça. A mãe do acusado, Rosilene Rodrigues Carvalho de Lima, 47, reconhece o erro do filho, mas afirma que vai lutar por sua liberdade “Ele não é bandido. Ele errou, não estou falando que ele não vai pagar pelo que fez. Ele já está pagando”, considera.

“Eu passei por dois processos há pouco tempo, fui sequestrada e fiquei quatro horas com bandidos. Eles foram soltos e eu fiquei com a minha sequela também, da mesma forma que esse menino ficou no rosto. Tem seis meses que a minha casa foi invadida. Então, acho que ele (Maycon) lembra dessas situações e teve essa reação, infelizmente. Não estou passando a mão na cabeça dele, mas ele não é um monstro”.

Investigação deve ouvir ambulante

Após a prisão do pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos, e do tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27, na sexta-feira, por tortura, ambos tiveram prisão temporária decretada pela Justiça e foram encaminhados, ontem, ao CDP (Centro de Detenção Provisória) de São Bernardo.

Conforme o delegado titular do 3º DP (Assunção) Wagner Milhardo Alves, estão sendo feitas diligências para encontrar o ambulante, deficiente físico e proprietário da bicicleta que teria motivado todo o caso. “Foi feito um levantamento aqui e não existe registro de ocorrência por esse crime em questão. Sendo adolescente, ele pratica ato infracional. Agora estamos em diligências para que seja localizada a suposta vítima, o proprietário da bicicleta, para que possamos formalizar esse registro. Feito isso, será providenciado todo o expediente com relação ao encaminhamento da Vara da Infância e da Juventude”, afirmou o delegado. Ele lembra, entretanto, que mesmo que o registro de tentativa de roubo seja confirmado, nada será alterado em relação aos dois presos.

Araújo tem passagem pela polícia pelo crime de roubo, cometido em 2008, na Capital. Conforme o delegado, o adolescente também já teria cometido ato infracional. “Segundo consta, sim, mas está se fazendo levantamento apurado de quais ocorrências”.

Por Yara Ferraz - Diário do Grande ABC
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Setecidades
25/09/2018 | Acidente na Tibiriçá termina com vítima fatal
25/09/2018 | Santo André quer tombar 150 jazigos de cemitérios municipais
21/09/2018 | Região ganha 13 mil árvores em um ano
As mais lidas de Setecidades
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6241 dias no ar.