NOTÍCIA ANTERIOR
Mauá adere ao ''Minha Casa, Minha Vida''
PRÓXIMA NOTÍCIA
Bancada do PT de Mauá deve discutir LDO
DATA DA PUBLICAÇÃO 13/05/2009 | Cidade
ABCD terá 196 desapropriações no trecho Leste do Rodoanel
Via passará por Mauá e Ribeirão Pires, na Região; previsão é que obras comecem até o fim do ano.

Das 1.071 desapropriações ou reassentamentos previstos para a construção do trecho Leste do Rodoanel, 196 ficam em Mauá e Ribeirão Pires. Serão afetadas moradias urbanas ou pequenos pontos comerciais, em um total de 69 em Ribeirão Pires, sendo três irregulares, além de outras 17 construções irregulares em Mauá. Os bairros afetados em Ribeirão são Jardim Santa Inês, VilaBelmiro, Pilar Velho e São Caetaninho, enquanto que em Mauá a lista atinge imóveis em Vila Santa Luzia, Recanto Vital Brasil e imóveis rurais no entorno da estrada de Sapopemba.

O trecho Leste cortará Mauá, Ribeirão Pires, Poá, Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos e Arujá. As obras, orçadas em R$ 2,8 bilhões, deverão começar no fim deste ano e entregues em 30 meses. A via ligará o trecho Sul do Rodoanel às rodovias Ayrton Senna e Presidente Dutra.

Poucas empresas estão na faixa do trecho Leste. Sete são edificações de atividades econômicas de grande porte em Ribeirão, que terão de ser transferidas. Nenhuma em Mauá. A Dersa não identifica os pontos no relatório ao qual o ABCD MAIOR teve acesso. No caso da fábrica da CBC, está prevista a construção de um túnel para evitar desapropriação. Outro túnel passará sob a Chácara Santa Luzia.
A grande maioria dos grandes terrenos a serem desapropriados no ABCD é de chácaras. São 60 em Ribeirão (9,5 hectares) e 35 em Mauá ( 3,2 hectares). Em Ribeirão há ainda oito edificações de equipamentos públicos que deverão ser cortados.

As redes de utilidade pública que sofrerão intervenção durante as obras são a linha de alta tensão na Vila Suley e Jardim Santa Inês, em Ribeirão Pires, a Linha 10 da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), o coletor tronco da Sabesp da avenida Capitão José Gallo, a adutora de água tratada do Rio Claro, na estrada de Sapopemba. De acordo com técnicos não haverá remanejamento nesses trechos.

O estudo de impacto ambiental e os relatórios de impacto no meio ambiente (Eia-Rima) do trecho Leste, por onde passarão os 43,5quilômetros de pistas expressas, dividiu o traçado em várias zonas. No ABCD, a nova via passará por trechos não-urbanizados, uma área industrial (a fábrica da CBC), a borda de um núcleo na Vila das Palmeiras e no Jardim Santa Eliza, pequenos agrupamentos habitacionais em formação no Jardim Santa Inês – todos de ocupação subnormal, e um processo de regularização fundiária. O bairro de chácaras São Caetaninho cederá várias áreas, assim como alguns outros bairros em Ribeirão Pires.

O trecho Leste cortará a avenida Humberto de Campos e a Linha 10 da CPTM, além da rua Capitão José Galo e estradas da Cooperativa e de Santa Clara. Em todas, o Rodoanel cruzará em viaduto.
Outro local do trecho Leste, o Alto Guaió, abrange áreas não urbanizadas, um grupamento habitacional no extremo leste de Mauá e áreas de chácaras, entre elas o Recanto Vital Brasil, além de pequenos produtores rurais no vale do rio Guaió, em Ribeirão Pires. As travessias de maior porte que terão cruzamento por viaduto são a estrada de Sapopemba e a adutora do Rio Claro.

O traçado prevê a construção de 112 obras de artes especiais, sendo 14 pontes, 94 viadutos e quatro túneis. Em função do porte das obras, o período de construção poderá demandar a interrupção parcial ou total de tráfego em algumas ruas e avenidas.

Em toda a extensão Leste há 774 unidades edificadas em área urbana a serem desapropriadas, sendo 148 irregulares, três em Ribeirão Pires e 17 em Mauá. No total, serão desapropriados 743 hectares. Essas desapropriações estão passíveis de mudanças pontuais, após a realização das audiências públicas.

Região contará com ferroanel

O ABCD abrigará a primeira etapa do Ferroanel, a asa Sul. Serão 6,8 quilômetros onde trem e veículos andarão paralelamente, entre o entroncamento com o trecho Sul do Rodoanel, na avenida Papa João 23, em Mauá, até o cruzamento com a rua Capitão José Gallo, em Ribeirão Pires, já no trecho Leste. O objetivo do Ferroanel é retirar os trens de carga da malha da CPTM, liberando-a para transporte de passageiros. Também vai otimizar a transposição ferroviária da Grande São Paulo para fluxos de passagem de Minas Gerais e Rio de Janeiro para a região Sul do País e vice-versa, além de melhorar a acessibilidade ao porto de Santos.

“A prioridade estabelecida pelo governo estadual para a implementação do tramo Sul do Ferroanel (...) trouxe a necessidade de se avaliar a possibilidade e a conveniência de uma compatibilização entre os traçados dos dois empreendimentos, especialmente no sentido de verificar os benefícios ambientais e econômicos de ambos os empreendimentos e compartilhar a mesma faixa de domínio”, diz o texto do estudo elaborado pelo consórcio JGP e Prime Engenharia para a Dersa, responsável pelas obras.

O Rima (Relatório de Impacto no Meio Ambiente) explica que para haver o compartilhamento da faixa do trecho Leste do Rodoanel é preciso ampliar a largura padrão da faixa de 130 metros para 160 metros, ou área maior onde ocorrem corte ou aterros de grandes dimensões. A asa Sul de trilhos pretende ligar a malha ferroviária operada pela MRS Logística (ramal Suzano-Rio Grande da Serra), em percurso externo à mancha urbana consolidada da Região Metropolitana.

O governo estadual planeja criar centros de logística ao longo da nova rodovia. “Ferroanel e os CLIs (Centros de Logística Integrados) constituem os elementos centrais de uma plataforma logística metropolitana voltada para reorganizar a interface entre a Grande São Paulo e o restante do Estado e do País, e permitir a integração intermodal do transporte de cargas”, diz o texto. A estimativa dos técnicos é que, juntos com Ferroanel e CLIs, haverá estímulo da participação do modal ferroviário na matriz de transporte do Estado, dos atuais 5% passando para 31%.

Por José Renato Elias - ABCD Maior / Foto: Amanda Perobelli
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Setecidades - Clique Aqui
As últimas | Cidade
06/04/2020 | Atualização 06/04/2020 do avanço Coronavírus na região do ABC Paulista
03/02/2020 | Com um caso em Santo André, São Paulo monitora sete casos suspeitos de Coronavírus
25/09/2018 | TIM inaugura sua primeira loja em Mauá no modelo digital
As mais lidas de Cidade
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6332 dias no ar.