NOTÍCIA ANTERIOR
''Pensei em fazer ele vesgo'', brinca Mazzeo sobre papel que lembra Luan
PRÓXIMA NOTÍCIA
Faixas de U2, Demi e Pharrell vendem mais no Brasil com indicação a Oscar
DATA DA PUBLICAÇÃO 19/01/2014 | Cultura
ABCD aprova Festival de Artes Integradas
ABCD aprova Festival de Artes Integradas Som alternativo arrastou jovens e adultos para o Parque Radical neste domingo. Foto: Fabiano Ibidi
Som alternativo arrastou jovens e adultos para o Parque Radical neste domingo. Foto: Fabiano Ibidi
De jovens a adultos, bandas alternativas e independentes movimentaram São Bernardo

Metal, funk, punk, reggae, rap e rock para todos os gostos. Foi assim que dezenas de pessoas, entre jovens, adultos e crianças enfrentaram o forte calor da tarde deste domingo (19/01) para assistir a variedade de shows de bandas alternativas da primeira fase do Festival de Artes Integradas, no Parque Radical Città di Maróstica, em São Bernardo.

Para curtir o som e fugir do calor escaldante, a maioria do público ficou espalhada pelo parque aproveitando as sombras das árvores e dos prédios. “Estamos aqui principalmente para ver Ação Direta e DZK. O som deles é de muita qualidade”, destacou o estudante Devid Soares, 16 anos. O jovem estava acompanhando Thayre Barbosa, 17 anos, que estava animada com as atrações. “O calor não atrapalha. Mesmo que chova, vamos continuar aqui”, revelou.

Além de muitos jovens, as bandas Articulado, Status on Fire, Asfixia Social, Negative Control, DZK e Ação Direta atraíram muitas famílias, como a de Alex Davi Zulgis Barrios, 42 anos, que trouxe a esposa e o filho para assistir os shows, após receber uma dica de um amigo de Guarulhos. “Para quem gosta de rock e música alternativa não tem espaço mais bacana que este”, comentou.

Para a esposa dele, Leda da Silva Barrios, 35 anos, a novidade é interessante até mesmo para quem não conhece o estilo alternativo. “Quem não gosta ou não conhece, tem a oportunidade de vir aqui, ouvir, conhecer e quem sabe até gostar. Não deixa de ser divertido”, afirmou.

As próximas fases do festival serão realizadas em dois fins de semana de março recheados de bandas e com uma reunião entre produtores e integrantes para debater possíveis rumos da ação. As demais etapas serão todas em junho com exibição de curtas metragens e mais bandas. “Agora vou ficar na expectativa de voltar no dia 15 de março para ver Velhas Virgens e no dia 16 para ver Camisa de Vênus que lembra muito a minha adolescência”, comemorou Alex Barrios.

O projeto é uma ação da Prefeitura de São Bernardo e o Ministério da Cultura que investiram R$ 300 mil. O objetivo é fomentar a ação de artistas integradas da Região, como bandas de músicas alternativas e independentes, grafiteiros, produtores, cinegrafistas, entre outros. A ideia é oferecer novos valores e uma cultura diferente da que se está acostumado a assistir na televisão.

Por Claudia Mayara - ABCD Maior
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Cultura
25/09/2018 | Encontro com o passado
21/09/2018 | ''Sou muito feminino, isso é uma grande qualidade'', diz Chay Suede a Pedro Bial
20/09/2018 | Avril Lavigne lança Head Above Water, música sobre a doença a qual sofre
As mais lidas de Cultura
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2021 - Desde 2003 à 6771 dias no ar.