NOTÍCIA ANTERIOR
Na festa do Sairé
PRÓXIMA NOTÍCIA
Entre praias e golfinhos
DATA DA PUBLICAÇÃO 19/09/2007 | Turismo
A ordem é pechinchar
Em Curaçao, eletrônicos, cosméticos e artes plásticas estão entre os principais itens que devem constar da lista de compras. E o principal local para realizá-las é em Punda, centro comercial da ilha. E lá, a regra é negociar. Nunca aceite o primeiro valor ou tente, pelo menos, levar algo a mais para conseguir um preço menor.

Sem dúvida alguma, os melhores preços estão nas câmeras digitais. Algumas que, no Brasil, são vendidas a R$ 900, em Curaçao, podem ser compradas por R$ 400. Menos da metade do preço. O mesmo vale para perfumes, cremes, relógios e jóias.

Só é preciso ficar atento com o valor máximo de compras permitido pela alfândega brasileira: US$ 500. Se essa quantia for ultrapassada o turista terá de declará-la à Receita Federal, que cobrará impostos.

Punda está separada de Otrobanda – área mais residencial – por uma ponte móvel, chamada de Rainha Emma. Ela se abre para a passagem de navios e se fecha para o trânsito de pedestres.

Quem não gosta de perder muito tempo procurando boas lojas o ideal é visitar três ruas: De Breedestraat, De Heerenstraat e Madurostraat. Quem deseja saborear comidas típicas, frutas e outros utensílios pode visitar o Mercado Flutuante, onde se encontram esses itens em barcos cobertos por lonas coloridas.

Todos os hotéis oferecem transporte para o local, no entanto, para quem prefere autonomia o mais indicado é alugar um veículo. Uma corrida por custar até US$ 100, enquanto a diária de um carro sai por cerca de US$ 40. Os ônibus da ilha não passam próximos às praias e pontos turísticos.

Casamento do Caribe

A maioria dos hotéis em Curaçao oferece um serviço até então muito procurado em Bali: o casamento à beira-mar. São pacotes com hospedagem aos convidados, alimentação e todos os preparativos para a festa, como músicos, banquete, juiz de paz e padre.

O pacote básico, para 30 pessoas, sai em torno de US$ 30 mil. No Marriot, por exemplo, são feitos caminhos de velas decorativos pela areia até o altar. Já no Ávila, um dos hotéis históricos da ilha por abrigar o Santuário de Simon Bolívar, há várias opções: desde entrar em um Rolls Royce pela praça histórica – onde ficam acomodados os convidados - com vista para o mar, ou na praia.

Quem optar pelo casamento na ilha caribenha deve saber que a união não é valida no Brasil. Portanto, ao chegar, é preciso oficializá-la.

Brasileiros que já são "nativos"

Hoje, há 94 famílias de brasileiros em Curaçao. Uma população estimada em 170 pessoas. Raquel Ferreira Silva é uma delas. Ela está na ilha há 16 anos. Foi visitar Curaçao e ficou por lá. Na época, o turismo recente requeria guias que falassem a Língua Portuguesa. E ela não perdeu a chance. Hoje, é taxista na ilha, profissão rentável, já que não há taxímetro, ou seja, cada um cobra quanto quer.

Vinda de Timóteo, no Vale do Aço, em Minas Gerais, ela afirma que a ilha mudou muito. “Hoje, não há espaço para o estrangeiro. Está muito profissional”, afirma. Raquel é casada com um nativo, com quem tem dois filhos. “Cobro US$ 85 para levar os turistas em três pontos e na caverna”, diz.

Há oito anos vivendo em Curaçao, Bruna Madalena Martins Vieira também é mineira de Timóteo. Ela afirma que trabalhava em um hotel. “Vim de férias e gostei. Depois de dois anos, voltei para ficar. Casei com um curaçolenho e hoje tenho um filho (Francis, 3 anos)”, relata. Atualmente, Bruna não trabalha.

Jackeline Monteiro deixou Belém para viver em Curaçao. Mas a história dela é diferente. “Primeiro fui para Holanda e só depois vim para cá. Mas é difícil. Ainda não tenho cidadania, conquistada somente após cinco anos”, diz. Casada com um holandês, ela conseguiu a permissão por causa da união. “Vim para cá porque meus filhos têm a oportunidade de ter um ensino de qualidade, aprendendo quatro idiomas”, afirma. Jackeline trabalha em uma das principais perfumarias da ilha, a Penha.

Por Juliana de Sordi Gattone - Enviada a Curação
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Turismo
18/09/2018 | Brasileiros precisarão de autorização de viagem para entrar na Europa a partir de 2021
17/09/2018 | Halloween Horror Nights 2018, do Universal Orlando, já está aberto
31/08/2018 | Campos do Jordão para crianças
As mais lidas de Turismo
Relação não gerada ainda
As mais lidas no Geral
Relação não gerada ainda
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6232 dias no ar.